Barreiras do Piauí - PI

Vereador Rai denuncia intrafegabilidade de trecho da PI 260

“Ela está intrafegável e a população está sofrendo muito, os comerciantes não estão tendo mais mercadoria pra oferecer porque os fornecedores não têm condições de entrar na cidade", afirmou.

WANESSA GOMMES
DE TERESINA
- atualizado

O vereador de Barreiras do Piauí, Raí da Leodete, denunciou nesta sexta-feira (09) ao GP1, a intrafegabilidade da PI 260 que liga o município a BR 135 e a cidade de Corrente. “Ela está intrafegável e a população está sofrendo muito, os comerciantes não estão tendo mais mercadoria pra oferecer porque os fornecedores não têm condições de entrar na cidade porque não tem estrada”, relatou.

Ele contou ainda que alguns alunos que estudam em Corrente estão pensando em deixar de estudar por causa do problema: “Tem uma quantidade grande de alunos que estuda em Corrente, que fica a 75 km, e muitos já estão querendo desistir de estudar porque não têm condições de ir, e a van que fazia linha não tá indo mais pegar”, afirmou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Entrevista com RaíVereador Rai da Leodete

“Eu estive com o governador em dezembro e ele falou que tinha uma empresa que tinha ganhado licitação e que estava esperando a obra, realmente teve uma empresa, ela fez alguns galpões, mas essa empresa saiu num período de folga e não voltou mais. A informação que temos é o governo está sem recursos”, declarou o vereador.

O parlamentar contou ainda que a situação existe deste 2015: "Tem mais de 3 anos que ela está assim e só piora, ainda mais agora com o inverno, tem lugar lá que só moto pra passar e são só 20 km, antes a gente fazia esse percurso em 15, 20 minutos agora estamos fazendo em 1 hora", disse.

  • Foto: Rai da LeodeteTecho da PI 260 cheia de buracosTecho da PI 260 cheia de buracos

"Tem uma empresa, a Costa Turismo, que faz linha Barreiras do Piauí para Corrente, e o dono já disse que se não ajeitarem a estrada os ônibus vão parar de circular na cidade, porque não compensa", lamentou.

Jovens que moram na cidade e estudam em Corrente gravaram um vídeo mostrando a precariedade da estrada. Na oporunidade eles conversaram com alguns motoristas que passavam pelo local. Assista abaixo!

Outro lado

A assessoria de comunicação do DER-PI (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí) informou que a obra está parada por atraso no pagamento, mas que a regularização já está sendo providenciada para ainda este mês e que em seguida a obra será retomada.