GP1

São Félix do Piauí - Piauí

Católicos participam da missa de Quarta-feira de Cinzas em Picos

Celebração foi presidida pelo bispo diocesano dom Plínio José Luz da Silva e reuniu centenas de fiéis.

GP1 1 / 6 Na Homília dom Plínio explicou o significado das cinzas Na Homília dom Plínio explicou o significado das cinzas
GP1 2 / 6 Momento da imposição das cinzas Momento da imposição das cinzas
GP1 3 / 6 Imposição das cinzas Imposição das cinzas
GP1 4 / 6 Fiéis lotam Catedral de Picos na Missa de Cinzas Fiéis lotam Catedral de Picos na Missa de Cinzas
GP1 5 / 6 Dom Plínio foi quem presidiu a celebração Dom Plínio foi quem presidiu a celebração
GP1 6 / 6 Católicos participam da celebração Católicos participam da celebração

Centenas de fiéis lotaram as dependências da Igreja Catedral de Nossa Senhora dos Remédios em Picos na missa de Quarta-feira de Cinzas, celebrada ontem à noite, 14. A cerimônia foi presidida pelo bispo diocesano dom Plínio José Luz da Silva e concelebrada pelo padre David Barros.

Segundo a tradição católica, a Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma, período de 40 dias simbolizados pelo jejum, penitência e orações em preparação para a Páscoa, que este ano acontece no dia 1º de abril.

O momento mais aguardado da celebração foi à imposição das cinzas, oportunidade em que os celebrantes mancharam a testa das pessoas deixando uma marca. Na Catedral de Picos, pessoas de todas as idades enfrentaram filas para receber as cinzas, mantendo uma tradição antiga.

O bispo dom Plínio lembrou que na antigamente se jogava cinzas sobre a cabeça das pessoas em um sinal de que estavam arrependidas de suas faltas. “Hoje as cinzes tem esse sentido. Significa de que nós somos pó e devemos ter esse reconhecimento como legítimos filhos de Deus” – lembrou.

Ao final da homilia dom Plínio comentou sobre a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema: “Fraternidade e superação da violência; e o lema: “Em Cristo somos todos irmãos”. E encerrou pedindo a participação dos picoenses nas celebrações que antecedem a Semana Santa.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.