GP1

São Félix do Piauí - Piauí

Procurador pede suspensão de contratos da prefeitura de Picos

Foi constatado que a empresa já venceu três licitações da prefeitura de Picos, e o principal problema é que um dos sócios da empresa, Antônio Barbosa Sobrinho, é casado com a vereadora Maria

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) vai julgar na próxima quinta-feira (22) uma inspeção realizada na prefeitura de Picos após informação prestada pela divisão técnica do TCE noticiando possíveis irregularidades em contrato firmado pela prefeitura com a empresa GN Informática LTDA ME com base no Pregão Presencial nº 017/2017. O procurador do Ministério Público de Contas, Leandro Maciel do Nascimento pediu a suspensão dos contratos da prefeitura com a empresa.

Por causa dessa inspeção chegou a ser determinada a suspensão da licitação nº 017/2017. José Gonçalves Nunes, sócio da empresa, encaminhou sua defesa ao tribunal, afirmando que a decisão havia sido cumprida e que foi feito o cancelamento da licitação, sendo que a empresa não teria recebido qualquer pagamento. O prefeito também se manifestou e pediu a extinção do processo, já que a licitação foi cancelada.

O problema é que a divisão técnica do TCE apontou que foi realizada uma nova licitação, como o mesmo objetivo, a locação de impressoras em regime comodado, e que a GN Informática foi a vencedora com o valor de R$ 174.760,00 mil, sendo que na licitação cancelada o valor homologado havia sido de R$ 126.737,50 mil. “Ressalte-se que a data do Edital de licitação é de 31/07/2017, 4 dias após o cancelamento do PP 017/2017, revelando que o município não tinha real interesse no cancelamento da referida licitação”, informou a divisão técnica em seu relatório.

  • Foto: GP1Padre Walmir cede às pressões do PTBPadre Walmir

Foi constatado que a empresa já venceu três licitações da prefeitura de Picos, e o principal problema é que um dos sócios da empresa, Antônio Barbosa Sobrinho, é casado com a vereadora Maria Creusa.

Em parecer do dia 17 de janeiro, o procurador do Ministério Público de Contas, Leandro Maciel do Nascimento se manifestou pela concessão de medida cautelar para suspender qualquer contrato com a empresa GN Informática e para que o prefeito não realize pagamentos para a empresa.

“Destaca-se, quanto ao fumus bonis iuris salientado pelo Eminente Relator, a vasta documentação apresentada demonstrando que a empresa contratada pelo Município de Picos, GN Informática LTDA ME, CNPJ 27.024.352/000133, possui como sócio o senhor Antônio Barbosa Sobrinho, casado com a Maria Creusa Nunes Barbosa, vereadora do município de Picos, assim como o pequeno lapso temporal entre a constituição da empresa contratada e sua participação na licitação, agora tratando-se, na verdade, de 04 (quatro licitações), sendo apenas uma cancelada, levantando dúvidas quanto à estrutura operacional da empresa”, destacou o procurador.

Outro lado

Procurado na tarde deste domingo (18), o prefeito do município de Picos, Padre Walmir, não foi localizado. O GP1 está aberto para esclarecimentos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.