GP1

Teresina - PI

FMS confirma a primeira morte por vírus H1N1 em Teresina

A primeira vítima foi o motorista da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), identificado apenas pelas iniciais F.L.S, de 52 anos.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), confirmou neste domingo (6), a primeira morte por H1N1 em Teresina. A vítima foi o motorista da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), identificado apenas pelas iniciais F.L.S, de 52 anos.

O motorista sofria de cardiopatia e ao sentir os primeiros sintomas, foi ao hospital, mas não aceitou ser internado. Ao retornar ao médico, o quadro da vítima já havia evoluído para gravíssimo. Ele não resistiu e morreu no hospital. O motorista foi enterrado na última sexta-feira (4), com o caixão lacrado, porque já havia a suspeita dele ter contraído o vírus.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fundação Municipal de SaúdeFundação Municipal de Saúde

Em nota, a FMS alertou que as pessoas que sofrem doenças crônicas devem procurar imediatamente o serviço de saúde, caso apresentem os sintomas de síndrome gripal aguda, para que as medidas cabíveis sejam tomadas o mais rápido possível. Ainda segundo a fundação, um novo lote de vacinas contra a gripe deve chegar a Teresina ainda esta semana.

Outra morte suspeita

Na madrugada deste domingo (6), o empresário Luís Machado de Albuquerque morreu com suspeita de gripe H1N1 no hospital São Paulo, na zona leste de Teresina. Ele é primo do diretor do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), o médico Gilberto Albuquerque.

De acordo com a FMS, Luís foi internado na quinta-feira (3), com um problema respiratório grave e desde então, estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital São Paulo, quando veio a óbito. Ainda segundo a fundação, foi coletada uma amostra de sangue do empresário para saber se a morte se deu em ocorrência do vírus H1N1.

Confira a nota da FMS na íntegra:

Até o momento a Fundação Municipal de Saúde de Teresina confirma uma morte por H1N1. Trata-se do motorista de iniciais F.L.S., de 52 anos. Ele era cardiopata, não aceitou internação na primeira ida ao hospital e quando retornou já estava em estado gravíssimo. A FMS alerta que as pessoas com doenças crônicas que apresentem síndrome gripal aguda procurem o serviço de saúde o mais rápido possível para que as medidas cabíveis, em caso de H1N1, sejam tomadas.

A FMS informa ainda que não existe nenhum protocolo da Organização Mundial de Saúde, ou do Ministério da Saúde, para realização de protocolo de bloqueio com medicamentos ou vacia de quem teve contato com pessoas com H1N1.

Teresina aguarda que o Ministério da Saúde envie novo lote de vacinas contra gripe esta semana. Tudo está sendo feito para que ocorra dentro do previsto. O estoque de vacinas contra a gripe, que protegem contra os vírus influenza tipo B, A H1N1 e A H3N2 já zerou na Rede de Frio da capital.

O Ministério da Saúde é responsável em enviar as doses da vacina contra a gripe. A Secretaria Estadual de Saúde é responsável em fornecer as agulhas para aplicação das doses e a Fundação Municipal de Saúde é responsável pelo armazenamento, distribuição e aplicação das doses na população.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.