GP1

Teresina - Piauí

Voluntários garantem ceia de Natal para famílias carentes em Teresina

O grupo "Vai Ter Ceia Sim!" foi criado em 2015 por duas mulheres e conta atualmente com 30 voluntários distribuindo cestas de Natal em Teresina.

O feriado do Natal é uma época de muitas celebrações para a maioria da população em todo o mundo, é quando muitos fazem grandes refeições em família para celebrar a data. Entretanto, nem todas as famílias possuem condições financeiras de terem uma ceia de Natal recheada em suas casas.

Em Teresina, um grupo de voluntários se juntou para garantir que algumas famílias de baixa renda da capital piauiense pudessem ter pelo menos, o mínimo de uma refeição no Natal . O coletivo denominado “Vai Ter Ceia, Sim” distribuiu este ano, mais de 270 cestas natalinas.

  • Foto: Divulgação/Vai Ter Ceia SimVoluntários do projeto social Vai Ter Ceia, SimVoluntários do projeto social Vai Ter Ceia, Sim!

A cesta que é distribuída pelo grupo destoa das cestas básicas comuns de supermercado, nelas contém o tradicional Panetone, caixas de chocolate e o Frango como proteína. O GP1 conversou com Anderson Miura, um dos voluntários e organizadores do projeto e ele nos contou tudo sobre as ações do grupo.

O início

Anderson contou que o grupo começou em 2015 com duas fundadoras, a professora Laura Brandão e a arquiteta Pâmela Franco. “Nós somos um coletivo, o projeto 'Vai Ter Ceia, Sim' foi iniciado pelas duas fundadoras, que são as professoras Laura Brandão e a arquiteta Pâmela Franco. Elas iniciaram esse trabalho em 2015, era um trabalho bem intimista, só elas duas e com a ajuda de parentes beneficiaram cerca de 80 famílias”, contou.

Com o passar dos anos, o trabalho foi crescendo e atraindo mais voluntários. “Esse trabalho começou a ter um engajamento dos amigos próximos e, com o passar do tempo, nós conseguimos ampliar a participação de voluntários e de colaboradores. Nós não temos funções específicas, nós deliberamos em conjunto e aí, as atividades que precisam ser desempenhadas, a gente pergunta qual aquele que pode desenvolver. Atualmente nós somos 30 voluntários”, relatou.

  • Foto: Divulgação/Vai Ter Ceia SimFamília beneficiada pelo projeto socialFamília beneficiada pelo projeto social

Objetivos e Metas

O organizador contou que o projeto tem a meta de sempre atender mais famílias, segundo ele, todos os anos há um aumento no número de famílias beneficiadas e o grupo tenta amenizar os problemas recorrentes que as famílias mais carentes sofrem.

“Nossa meta é sempre procurar atender mais e mais famílias. O objetivo do projeto é sempre tentar minimizar o impacto da vulnerabilidade que essas famílias têm, pelo menos na noite de Natal. Nós sabemos que o projeto não tem o poder e a capacidade de transformar a dura realidade que esses sujeitos vivem e que tem que resistir a cada dia. Mas, a gente entende que é importante que eles possam ter uma noite de Natal semelhante a que nós desenvolvemos com as nossas famílias”, explicou..

Anderson Miura ainda acrescentou que o mais importante para os voluntários ao fim da ação é o sentimento que fica. Ele falou que a meta sempre vai ser superar o ano anterior em arrecadações.

"A proposta é sempre levar mais ceias, para o maior número de famílias possível. Nosso trabalho busca sempre conhecer essas famílias. Tanto que a ideia é sempre fazer a entrega nas residências e procurar saber quantas pessoas têm. Ver as crianças, saber o nome, apertar a mão, dar um abraço. Eu sei que é muito rápido o trabalho, a nossa passagem é muito corrida, mas a gente tenta levar, além do alimento, um sentimento", contou.

Ação 2019

Neste ano de 2019, apesar da longa crise econômica que o Brasil vem sofrendo, o grupo conseguiu arrecadar cerca de 272 cestas de natal e mais de 400 brinquedos para famílias carentes no bairro Leonel Brizola, zona norte de Teresina.

  • Foto: Divulgação/Vai Ter Ceia SimCrianças com brinquedos no Leonel BrizolaCrianças com brinquedos no Leonel Brizola

“Este ano nós distribuímos cerca de 272 ceias. A gente superou nossa meta do ano passado, que foram 250. Então, a intenção é superar a meta desse ano em 2020. Nós não fazemos alarme e chegamos de forma secreta no dia de fazer as entregas para comunidade. Este ano foi no loteamento Leonel Brizola”, finalizou Anderson Miura.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.