GP1

Teresina - PI

Segurança mantém mulher em cárcere privado por 5 horas no Promorar

O homem se rendeu às 15h36min e permitiu a entrada na residência para que a vítima pudesse ser resgatada.

Um segurança foi preso acusado de agredir e manter a esposa em cárcere privado por mais de 5 horas nessa quinta-feira (24), no bairro Promorar, zona sul de Teresina.

Em entrevista ao GP1, o sargento T. Santos, da Polícia Militar do Piauí, contou que o acusado manteve a mulher em cárcere desde às 10h da manhã de hoje. Segundo ele, a vítima estava sendo coagida e aparentemente apresenta machucados.

Foto: Reprodução/WhatsappPolícia Militar no local do crime
Polícia Militar no local do crime

“A equipe da Patrulha Maria da Penha conversou com ele [negociando a rendição]. O suspeito estava muito agitado e a vítima chorava muito. Possivelmente, ele tenha batido muito nela. A situação se arrastou desde às 10h e se enquadra em cárcere privado e violência domestica”, informou o sargento.

Ainda de acordo com a PM, o homem se rendeu às 15h36min e permitiu a entrada na residência para que a vítima pudesse ser resgatada e socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O suspeito foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina, para os procedimentos cabíveis ao caso. A ocorrência será investigada pela Polícia Civil do Piauí.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.