GP1

Cajueiro da Praia - Piauí

Médico Jacinto Lay acusa empresário de tentativa de homicídio

O neurocirurgião afirmou que foi agredido com um facão após ter estacionado o carro em frente a uma loja.

O médico neurocirurgião e radiologista, Jacinto Lay, afirmou ter sido vítima de uma tentativa de homicídio por parte do proprietário de uma loja, identificado como Elisvando. O caso aconteceu em Barra Grande, no município de Cajueiro da Praia, na última quinta-feira (22).

Em entrevista ao GP1, na tarde deste domingo (25), o médico relatou os momentos de terror vividos por ele. Ele explicou que a situação foi motivada pelo fato de ter estacionado seu veículo em frente ao estabelecimento comercial do acusado, proprietário da loja. Ele teria ficado irritado e foi tirar satisfação acerca do episódio.

Foto: Reprodução/InstagramMédico Jacinto Lay
Médico Jacinto Lay

“Na quinta-feira eu estacionei meu carro em frente a uma loja às 11h. Quando foi às 17h da tarde fui pegar o carro com as minhas três filhas pequenas e esse cidadão, dono da loja, apareceu lá, ao lado do carro bastante alterado dizendo que eu havia estacionado na frente da loja dele e que eu estava atrapalhando a visibilidade da loja e a entrada de uma garagem. Ele pegou uma pedra e arremessou em mim atingindo a minha coxa, que está com um hematoma de uns 14 centímetros”, relatou.

Ainda de acordo com o médico, o homem chegou a tentar golpeá-lo com um facão e por pouco não o atingiu na região do braço. “Não satisfeito, ele foi lá dentro do estabelecimento, pegou um facão e passou a me agredir com esse facão e eu me defendendo, me afastando, ele atingiu meu braço, não chegou a cortar porque pegou na lateral da lâmina, mas tem uma mancha bem evidente. Até que consegui me evadir do local. Isso para mim foi uma tentativa de homicídio”, completou o médico.

Após o ocorrido, o médico registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia de Luís Correia. Em seguida, foi encaminhado para fazer exame de corpo de delito na Central de Flagrantes de Parnaíba. Ele afirmou que a polícia não conseguiu localizar o suspeito, pois ele já havia se evadido do local.

“Me dirigi à Luis Correia e lá na delegacia eu registrei um Boletim de Ocorrência, de lá me encaminharam para a Central de Flagrantes de Parnaíba, onde fiz exame de corpo de delito. A polícia esteve no local no dia do ocorrido, mas ele não foi localizado, já tinha se evadido do local”, contou o médico.

Segundo Jacinto Lay, o homem que o agrediu já tem histórico de agressões, motivo pelo o qual é conhecido pela polícia da região. No sábado (24), um primo do médico esteve no local e encontrou o suspeito. Ao ser questionado sobre a situação, o dono da loja também teria partido para cima do parente do neurocirurgião, o ameaçando com um facão.

“Ontem, um primo meu esteve no local e questionou a situação, pois ele partiu para cima dele, pegou o facão e o ameaçou, não chegou a agredir dessa vez. Em todos os lugares que eu andei, no IML, Delegacia de Luis Correia, Central de Flagrantes de Parnaíba, posto policial de Barra Grande, todos já conhecem ele pelo histórico agressivo. Enfim, fiz todos os procedimentos iniciais e agora vou encaminhar para minha advogada para ela dar segmento”, finalizou.

Outro lado

O empresário não foi localizado por nossa reportagem.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.