GP1

Teresina - Piauí

Cabo da PM João Raimundo dos Santos morre vítima de pneumonia

Natural da cidade de Piracuruca, o cabo ingressou na Polícia Militar do Piauí no ano de 1972.

Faleceu na madrugada desta quinta-feira (09) o cabo João Raimundo dos Santos, da Polícia Militar do Piauí, vítima de pneumonia. De acordo com a diretoria de comunicação da PM-PI, o policial morreu no Hospital São Marcos, em Teresina.

Por meio de nota de pesar, a PM-PI informou que o cabo João Raimundo ingressou na corporação no ano de 1972. “É com pesar que a Polícia Militar do Piauí informa o falecimento do Cabo PM João Raimundo dos Santos, ocorrido na madrugada de hoje (09/09), no Hospital São Marcos, vítima de Pneumonia. Natural de Piracuruca, o policial militar incluiu em 1972 na corporação”, diz um trecho.

O velório do policial aconteceu na funerária Pax União e o sepultamento ocorreu às 17h no Cemitério Santo Antônio. A PM-PI informou que o Centro de Assistência Integral à Saúde (CAIS) da corporação ofereceu toda assistência à família.

“A corporação estende condolências aos familiares e amigos e deseja que Deus os console e lhe dê serenidade para atravessar esse momento de dor”, finaliza a nota de pesar da PM-PI.

Leia a nota na íntegra:

É com pesar que a Polícia Militar do Piauí informa o falecimento do Cabo PM João Raimundo dos Santos, ocorrido na madrugada de hoje (09/09), no Hospital São Marcos, vítima de Pneumonia.

Natural de Piracuruca, o policial militar incluiu em 1972 na corporação. O velório está sendo realizado na Pax União e o sepultamento às 17h no Cemitério Santo Antônio. O Centro de Assistência Integral à Saúde (CAIS) da PMPI ofereceu toda assistência.

A corporação estende condolências aos familiares e amigos e deseja que Deus os console e lhe dê serenidade para atravessar esse momento de dor.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.