Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Suspeito de fazer arrastão na Lojas Americanas é preso no Dirceu I

Segundo o RONE, o suspeito foi localizado em uma residência, após perseguição, com apoio do 5º BPM.

Um dos suspeitos do arrastão na Lojas Americanas da Avenida Nossa Senhora de Fátima, foi preso na tarde desta sexta-feira (21), por volta de 14h, próximo à Praça dos Correios, em uma residência no bairro Dirceu I, na zona sudeste de Teresina.

De acordo com o sargento Rairo, do Batalhão de Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (RONE), a prisão do acusado contou com o apoio da Força Tática do 5º Batalhão da PM, que iniciou uma perseguição e conseguiu localizar o criminoso por causa de um aparelho celular que foi rastreado.

Foto: Fábio Wellington/GP1Sargento Rairo
Sargento Rairo

“Esse acusado é de uma ocorrência referente ao arrastão da Lojas Americanas, que nós demos agilidade nas diligências. Tivemos o apoio da Força Tática do 5º Batalhão, iniciamos uma perseguição da Nossa Senhora de Fátima até o Dirceu I. Capturamos um deles e os objetos da loja, que são celulares e tablets, além disso, encontramos essa arma de fogo com várias munições. O outro conseguiu fugir, esse conseguimos localizar porque um celular do cliente foi rastreado”, informou.


Entenda o caso

Um criminoso armado rendeu funcionários e clientes e realizou um arrastão na tarde desta sexta-feira (21), nas Lojas Americanas da Avenida Nossa Senhora de Fátima, zona leste de Teresina.

Foto: Fábio Wellington/GP1Material apreendido pela PM
Material apreendido pela PM

Clientes relataram ao GP1 que os dois criminosos chegaram ao local em uma motocicleta e apenas um deles entrou no estabelecimento. O bandido anunciou o assalto e rendeu todas as pessoas que estavam na loja.

O criminoso subtraiu cerca de 20 celulares que estavam na vitrine da loja e depois fugiu em destino ignorado.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.