GP1

Alto Longá - Piauí

Juiz julga improcedente ação que pedia cassação do prefeito Henrique César

A ação foi ajuizada pelo ex-candidato Belauto Moreira Torres, mais conhecido com “Henrique Bigode”.

O juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da 47ª Zona Eleitoral de Altos/PI, julgou improcedente a ação de investigação judicial eleitoral que pedia a cassação do prefeito de Alto Longá/PI, Henrique César Saraiva Arêa Leão Costa, do vice-prefeito Marciel Sindô e das vereadoras Maria do Socorro de Sousa Campos Soares, mais conhecida como “Socorrinha do Teté” e Karla Paz, por suposto abuso de poder econômico e compra de votos durante as Eleições 2020. A ação foi ajuizada pelo ex-candidato Belauto Moreira Torres, mais conhecido com “Henrique Bigode”.

A ação narra que foram perfurados quatro poços tubulares que teriam sido custeados pelos investigados em troca de votos. As localidades supostamente beneficiadas foram: Boa Vista, Santo Antônio, Laranjeiras e Vassouras.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Henrique Cesar, Prefeito de Alto Longá
Henrique Cesar, Prefeito de Alto Longá

O Ministério Público Eleitoral se manifestou pela procedência parcial opinando pela cassação dos mandatos eletivos do prefeito Henrique César e da vereadora Socorrinha do Teté, bem como a aplicação de multa.

Na sentença dada no dia 18 de janeiro, o juiz afirma que não foram provadas as alegações lançadas pelo investigante, como aptas a caracterizar captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico.

Cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.