GP1

Teresina - Piauí

Carros fumacê param de circular por falta de inseticida em Teresina

O serviço foi interrompido com pouco mais de um mês que os carros voltaram a rodar por conta da dengue.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informou nesta sexta-feira (13) que os carros fumacês estão temporariamente parados por conta da falta de um inseticida Cielo. O serviço foi interrompido com pouco mais de um mês que os carros voltaram a rodar na cidade, ainda no início de abril, quando houve um grande aumento no número de casos da dengue.

Segundo a FMS, o inseticida em falta é disponibilizado pelo Ministério da Saúde e é o único autorizado a ser usado nos carros fumacês para o combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças como zika e chikungunya.

A Fundação Municipal de Saúde ressaltou que já fez a solicitação do produto através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e afirmou que os carros voltarão a funcionar assim que o produtor chegar em Teresina.

Confira a nota na íntegra

A Gerência de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informa que os carros fumacês estão temporariamente parados devido à falta do inseticida Cielo, que é disponibilizado pelo Ministério da Saúde. A solicitação do produto já foi feita via Secretaria de Saúde Estadual e assim que o município receber o inseticida colocará para circular novamente os carros fumacês.

A Zoonoses esclarece ainda que o inseticida Cielo é o único autorizado a ser usado nos carros fumacês, sua fórmula é diferente dos inseticidas encontrados nos supermercados e sua distribuição é feita somente pelo Governo Federal, que compra o produto e distribui para os Estados, que repassa aos municípios.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.