GP1

Campo Maior - Piauí

Ministério Público do Trabalho abre investigação contra o IFPI

A assessoria de comunicação informou ao GP1 nesta terça-feira (02) que a instituição não foi notificada.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou inquérito civil para investigar o Instituto Federal do Piauí (IFPI) por suposto caso de assédio moral no campus de Campo Maior, na região Norte do Piauí. A portaria foi assinada nesta terça-feira, dia 2 de agosto, pelo procurador do trabalho José Wellington de Carvalho Soares.

Segundo a denúncia, o assédio moral estaria causando sérios comprometimentos à saúde física e mental da parte denunciante. Para a abertura do inquérito, a procuradoria considerou que a prática de assédio moral no trabalho é vedada e consiste a conduta abusiva que ofende a dignidade e a integridade física e psíquica de uma pessoa.

Foto: Reprodução/FacebookInstituto Federal do Piauí (IFPI) em Campo Maior
Instituto Federal do Piauí (IFPI) em Campo Maior

Também foi considerado que o MPT possui legitimidade para instaurar inquérito civil e ajuizar ação civil pública em defesa dos direitos sociais constitucionalmente garantidos no âmbito das relações de trabalho.

O inquérito civil, segundo o procurador, visa apurar detalhadamente os fatos e adotar as providências cabíveis.

Outro lado

A assessoria de comunicação do Instituto Federal do Piauí informou ao GP1 nesta terça-feira (02) que o campus ainda não foi notificado sobre o inquérito.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.