Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Presidente de sindicato cobra Justiça após assassinato de taxista em Teresina

“A categoria está aqui cobrando, a categoria vai atrás e nós não vamos nos calar", disse Neilton Andrade.

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Neilton Andrade, esteve na manhã desta quinta-feira (06) no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para cobrar celeridade na investigação do assassinato de Francisco Célio Pereira, taxista e policial penal aposentado, ocorrido na noite dessa quarta-feira (05), no Residencial Torquato Neto, na zona sul de Teresina.

“A categoria recebe com muita tristeza e com muita indignação [a morte do taxista]. Na realidade, a gente tem tentado, tem buscado uma segurança para os taxistas, mas infelizmente essa segurança ainda não nos foi dada. Tanto é que está aí a prova com um colega nosso que foi assassinado”, afirmou Neilton.

Foto: Brunno Suênio/GP1Neilton Andrade
Neilton Andrade

Ainda conforme o presidente, os taxistas querem Justiça e mais segurança à categoria. “A gente vem aqui na busca da Justiça. A gente não quer fazer Justiça com as próprias mãos. Nós queremos que essa segurança que nós pagamos, que nós temos que ter pelo Estado, que ela realmente funcione e não fique só naquele ‘blá blá blá’”, declarou Neilton Andrade.


“A categoria está aqui cobrando, a categoria vai atrás e nós não vamos nos calar diante dessa barbárie”, garantiu o presidente do sindicato.

Taxista foi morto com quatro tiros

O delegado Barêtta, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou nesta quinta que o taxista foi morto com quatro tiros na cabeça, conforme informação do legista.

Foto: Brunno Suênio/GP1Delegado Barêtta
Delegado Barêtta

“Segundo o legista, não tinha região de esfumaçamento, denotando que foi os tiros foram dados a mais de 50 centímetros, justamente do lado direito, onde provavelmente o atirador estava”, afirmou Barêtta.

O crime

O policial penal aposentado Francisco Célio Pereira, que trabalhava como taxista, foi encontrado morto dentro do seu táxi no Residencial Torquato Neto, zona sul de Teresina, na noite desta quarta-feira (5).

Foto: Brunno Suênio/GP1Táxi da vítima
Táxi da vítima

A vítima estava no banco do motorista do carro, um Chevrolet Onix Plus, de cor branca. O veículo foi encontrado nas imediações do condomínio Jorge Amado, próximo à Escola Municipal Graciliano Ramos.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.