Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Alunas da rede municipal de Teresina recebem kits contra pobreza menstrual

A ação de entrega dos kits foi realizada na Escola Municipal Parque Itararé, na zona sudeste de Teresina.

O Programa de Erradicação da Pobreza Menstrual, da Prefeitura de Teresina, tem por objetivo entregar kits de absorventes para estudantes de 10 a 55 anos que estão matriculadas em escolas municipais. Nesta semana, a ação de entrega dos kits foi realizada na Escola Municipal Parque Itararé, localizada na zona Sudeste da capital.

O Programa visa atender mulheres matriculadas nas escolas de Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Rede Pública Municipal, na faixa etária entre 10 a 55 anos, incluídas no Cadastro Único, Número de Identificação Social (NIS) – ou em algum benefício eventual da Prefeitura de Teresina. A legislação municipal, regida pela Lei N° 5.667 de 26 de novembro de 2021 e regulamentada pelo Decreto N° 23.067 de 24 de outubro de 2022, fundamenta a implementação do Programa.

Foto: Divulgação/AscomAlunas da Escola Municipal Parque Itararé participam do programa de erradicação da Pobreza Menstrual
Alunas da Escola Municipal Parque Itararé participam do programa de erradicação da Pobreza Menstrual

O prefeito Dr. Pessoa sancionou, em dezembro de 2021, a Lei Nº 5.667, que visa proporcionar a mulheres que se encontram comprovadamente em situação de vulnerabilidade econômica e social, o direito à absorventes higiênicos. No caso das unidades de ensino, o objetivo é promover a saúde e higiene das alunas por meio de ações educativas, de saúde e assistência social.


“O Programa tem uma relevância imprescindível para as nossas alunas, impactando no dia a dia delas e proporcionando mais dignidade”, destacou a diretora-adjunta da Escola Municipal Parque Itararé, professora Maitê Costa.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.