GP1

Piauí

Projeto quer garantir recursos para residência médica no Piauí

A proposta ajudaria a resolver os atrasos recorrentes no pagamento das bolsas ao médicos.

Foi encaminhada para a Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação (CFC) da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) o projeto de lei encaminhado pelo governador Wellington Dias (PT) sobre a utilização de recursos do Fundo Estadual de Saúde do Piauí (FES-PI) para o pagamento de bolsas dos Programas de Residência Médica e Multiprofissional em Saúde do Piauí.

A proposta ajudaria a resolver os atrasos recorrentes no pagamento das bolsas. O GP1 chegou a noticiar em fevereiro deste ano que os programas de residência médica do Hospital Getúlio Vargas (HGV) poderiam ser descredenciados e cerca de 28 médicos residentes poderiam ser prejudicados, devidos a esses atrasos.

  • Foto: Divulgação/AscomForam ofertados serviços médicosMédicos em atendimento

Com a proposta apresentada por Wellington Dias, as despesas relativas ao pagamento das bolsas de residência e preceptoria médica e multiprofissional em saúde, criadas pela lei nº 6.683, de 16 de julho de 2015, sejam custeadas por meio do Fundo Estadual de Saúde do Piauí (FES-PI).

A proposta foi aprovada no dia 17 de abril na Comissão de Administração Pública e Política Social e agora será analisada na Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação. Sendo aprovada ela segue para votação no plenário e depois será encaminhada ao governador Wellington Dias para ser sancionada.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.