GP1

Piauí

Piauí tem saldo positivo na geração de empregos formais

Em outubro, foram mais de oito mil admissões, com um saldo positivo de mais de três mil novos postos, quando descontadas as demissões.

O Piauí deve fechar o ano de 2020 com saldo positivo na geração de empregos formais, de acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O estoque de empregos no estado, até outubro de 2020, tem-se quase 300 mil trabalhadores e mais de oito mil admissões, com um saldo positivo de mais de três mil novos postos, quando descontadas as demissões.

O relatório foi elaborado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (Cepro) da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), no qual foram utilizadas as informações disponibilizadas pelo Novo Caged para o mês de outubro de 2020, que aponta o número de 297.075 trabalhadores formais no Piauí.

O governador Wellington Dias destacou que, apesar dos efeitos negativos decorrentes da crise gerada pela pandemia da Covid-19, houve geração de 3.492 novos postos de trabalho. Ele ressalta que é o resultado dos investimentos do Programa de Retomada Organizada – PRO Piauí como alavanca para retomada economia.

“Na pandemia saímos do pico em fevereiro de 299 mil empregos para 288 mil em abril/maio e agora em outubro voltamos para 297 mil. Isso mostra que o PRO Piauí está dando resultados, e com a antecipação do 13º salário dos servidores, em agosto, além da atração de investimentos, ajudando a aquecer o comércio, serviços e construção civil. Assim, poderemos entrar em 2021 com ambiente positivo”, disse Wellington.

Segundo o relatório da Cepro/Seplan, o período em que houve um menor número nos postos de trabalho foi no mês de junho, já em outubro houve um crescimento significativo, o que evidencia uma aproximação do estoque de empregos do período anterior à crise da Covid-19, em janeiro de 2020.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.