GP1

Piauí

Moradores protestam contra falta de energia no Parque Mão Santa

Os moradores do Parque Mão Santa estão há mais de 29 horas sem fornecimento de energia elétrica.

Lucas Dias/GP1 1 / 6 Protesto no Parque Mão Santa Protesto no Parque Mão Santa
Lucas Dias/GP1 2 / 6 Moradores realizam protesto em Teresina Moradores realizam protesto em Teresina
Lucas Dias/GP1 3 / 6 O protesto acontece na zona leste de Teresina O protesto acontece na zona leste de Teresina
Lucas Dias/GP1 4 / 6 Moradores estão há quase 29 horas sem energia Moradores estão há quase 29 horas sem energia
Lucas Dias/GP1 5 / 6 PM no local PM no local
Lucas Dias/GP1 6 / 6 Polícia Militar do Piauí Polícia Militar do Piauí

Moradores do Parque Mão Santa, na zona leste de Teresina, realizaram um protesto na noite desta terça-feira (03), devido a falta de energia elétrica na região, que já perdura 29 horas.

Durante o protesto, moradores atearam fogo em pneus e interditaram os dois sentidos do cruzamento da Rua Maria José Aguiar com a Avenida Professor Hugo Bastos. A região está sem fornecimento de energia elétrica desde às 17h de segunda-feira (02), quando um temporal e fortes ventos atingiram a capital.

Na manhã desta terça, outros bairros da zona leste como Planalto Uruguai, Santa Isabel, Gurupi e Vale Quem Tem ficaram sem energia. Já no bairro São Cristóvão, onde também houve queda de energia, o fornecimento retornou por volta das 8 horas da manhã, mas em muitas residências, a energia seguiu oscilando.

Outro lado

O GP1 entrou em contato com a Equatorial Piauí, que informou por meio de nota que devido os ventos fortes e estragos causados pela chuva, muitas regiões de Teresina ficaram sem energia e a empresa já intensificou a quantidade de pessoas atuando na capital para que o fornecimento de energia retorne o mais rápido possível.

Confira a nota na íntegra

Chuvas, com ventos fortes e raios foram registrados no final da tarde e noite dessa segunda-feira, dia 2, e nesta terça-feira, dia 3, em várias regiões de Teresina. De acordo com alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o estado segue com classificação laranja até esta quarta-feira (4), alerta para fortes chuvas e ventos intensos (60-100 km/h).

Devido aos fortes ventos, estragos foram registrados em várias regiões da capital. Árvores na rede elétrica, cabo partidos ou entrelaçados e um poste que caiu na Ladeira do Uruguai ocasionaram a suspensão do fornecimento de energia em diversos pontos. Essas ocorrências são classificadas como alta complexidade e é necessário um maior tempo para execução do serviço e reestabelecimento da energia.

As equipes de atendimento emergencial, que já haviam sido reforçadas pelo alerta de condições climáticas adversas, trabalharam durante toda a noite e madrugada, onde foram priorizadas regiões com alimentadores com defeito, que afeta uma quantidade maior de clientes, cabos partidos, áreas hospitalares e clientes marcados com prioridade, devido a tratamento de saúde.

Em decorrência do volume de ocorrências e para retornar o fornecimento o mais breve possível, a Equatorial Piauí aumentou em oito vezes o número de equipes atuando na capital nesta terça-feira. Devido às chuvas, o atendimento fica mais lento por questão de segurança.

Para gestão das ocorrências, a Distribuidora também quintuplicou o contingente de controladores no Centro de Operações, responsável por receber e direcionar as demandas.

Em comparação ao mesmo período do ano de 2019, o volume de ocorrências por conta de chuvas registradas pela Equatorial reduziu pela metade, o que demonstra o resultado das ações preventivas implementadas pela Empresa, a exemplo do Plano Teresina, intensificação das podas, inspeções e manutenções na rede.

A Equatorial alerta ainda para o cuidado com árvores nos quintais, que se sobressaem ao limite da via pública, situação em que a poda é de responsabilidade do cliente. Este tem sido um dos maiores ofensores ao sistema elétrico durante chuvas com ventos, ocasionando a interrupção do fornecimento de energia em vários pontos de Teresina.

Em caso de falta de energia, os clientes podem entrar em contato com a Equatorial por meio da central 0800 086 0800, pela assistente virtual Clara, no WhatsApp (86) 3228-8200, aplicativo Equatorial Energia ou pelo site equatorialenergia.com.br.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.