GP1

Piauí

IBGE: 73% das cidades do Piauí atendem direitos de deficientes

Segundo os dados do levantamento, além das políticas, em 33 municípios, que corresponde a porcentagem de 14,7%, existe o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência.

A Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) 2019, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que em 164 municípios piauienses (73,2%) existem políticas ou programas de promoção de direitos da pessoa com deficiência e 84 municípios (37,5%) executam programas ou ações específicas para pessoas com deficiência.

Segundo os dados do levantamento, além das políticas, em 33 municípios, que corresponde a 14,7%, existe o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência.

  • Foto: Lucas Dias/GP1O cadeirante Mayrlon Rodrigues sente dificuldades ao passar pelas ruas esburacadas O cadeirante tem dificuldades ao passar por ruas esburacadas

Cerca de 80,8% das sedes dos governos municipais do Piauí possuem rampas para facilitar o acesso das pessoas com deficiência. Ou seja, o equipamento está instalado em 181 dos 224 municípios piauienses. Por outro lado, os sanitários acessíveis estão presentes em 34,8% das prefeituras no estado, o que equivale a 78 municípios.

Já o piso tátil está presente em apenas 13,4%, isto é, em 30 sedes de prefeituras. A entrada de cães-guia é permitida em apenas 4% das sedes de governo municipais, o que representa apenas 9 cidades. E somente 3 municípios (1,3%) possuem elevadores ou plataformas elevatórias em suas sedes de governo.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.