GP1

Piauí

Estagiários fazem manifestação no Palácio da Cidade e cobram pagamento

No último dia 22 de janeiro, o prefeito de Teresina já tinha se posicionado sobre o assunto. Na ocasião, ele garantiu que faria os pagamentos dentro da legalidade.

Os estagiários da rede municipal de ensino de Teresina realizaram uma pequena manifestação em frente ao Palácio da Cidade, na manhã desta terça-feira (26), cobrando o pagamento das bolsas referentes ao mês de dezembro que até esta data não caiu na conta.

Em entrevista ao GP1, Felipe Denson, que é estagiário, afirmou que o secretário de finanças Robert Rios já havia comunicado que os contratos realizados pela gestão de Firmino Filho ocorreram de maneira ilegal e que, portanto, não seria possível dar continuidade aos pagamentos de cerca de 400 estagiários.

Foto: Lucas Dias/GP1Manifestação em frente o palácio da cidade
Manifestação em frente o palácio da cidade

“Está chegando a dois meses agora, pois o mês de dezembro nunca caiu. A única posição que a gente recebeu foi do secretário Robert Rios. Ele veio com o argumento de que os nossos contratos teriam falhas e seriam ilegais, que o prefeito anterior teria firmado de forma ilegal, retirando a responsabilidade dele e da atual gestão de estar fazendo esses pagamentos. O que a gente está buscando hoje do prefeito Dr. Pessoa ou do Robert Rios é uma posição quanto à data e ao valor a ser pago”, pontuou.

Foto: Lucas Dias/GP1Felipe Denison
Felipe Denison

Ao mesmo tempo, o prefeito Dr. Pessoa, que acabara de se reunir com 27 vereadores na manhã desta terça-feira (26), alegou que ainda iria se inteirar da atual situação dos estagiários para responder os questionamentos.

No último dia 22 de janeiro, o prefeito de Teresina já tinha se posicionado sobre o assunto. Na ocasião, ele garantiu que faria os pagamentos dentro da legalidade. “Iremos cumprir o que estiver dentro da legalidade, mas há alguns assuntos que vamos dividir porque não tem dinheiro em caixa, tendo em vista que administração anterior queria que nós estrássemos em um buraco negro”, pontuou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.