GP1

Piauí

Advogados cobram OAB-PI sobre demora na disponibilização do Refis

Em setembro, o advogado Raimundo Júnior solicitou informações acerca da implementação do programa.

O pedido de esclarecimentos sobre a demora na disponibilização do Refinanciamento de débitos de anuidades (Refis) completa três meses sem resposta alguma da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Piauí.

No dia 27 de julho, um grupo de advogados protocolou requerimento pedindo o Refis para regularização dos débitos, por meio de uma política facilitada de pagamento que se adeque à realidade enfrentada pela advocacia piauiense.

Em setembro, o advogado e conselheiro federal Raimundo Júnior entrou com um novo pedido junto à OAB-PI, reforçando a solicitação de informações e um posicionamento institucional acerca da implementação do programa de regularização financeira das anuidades, tão necessária à toda classe.

Raimundo Júnior explica que o recurso de refinanciamento de anuidades já é utilizado por conselhos e por seccionais de outros estados, sendo uma alternativa para que os advogados possam ter acesso aos serviços, que auxiliam no seu trabalho. “Esse é um tema sensível e de interesse de toda a classe, que mais do que nunca enfrenta dificuldades financeiras ocorridas devido à pandemia. No entanto, apesar da urgência, há dois meses e meio esperamos uma resposta da gestão para a advocacia”, afirmou o advogado.

Foto: Divulgação/AscomAdvogado Raimundo Júnior
Advogado Raimundo Júnior

O Refis é uma importante forma de se manter em dia para uma gama enorme de advogadas e advogados piauienses que sofrem com os efeitos desse momento pandêmico. "A advocacia piauiense merece respostas", completou Raimundo Júnior.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.