GP1

Piauí

Igreja Deus é Amor é alvo de golpe no Piauí no valor de R$ 194 milhões

A igreja registrou boletim de ocorrência e pediu a intervenção da Corregedoria de Tribunal de Justiça.

A Igreja Deus é Amor ingressou com tutela cautelar antecedente contra o Banco Santander para evitar a transferência de valores de sua titularidade determinada pelo Juízo da Comarca de Gilbués/PI, em ação de cobrança de uma suposta dívida no valor de R$ 194.211.509,41 (cento e noventa e quatro milhões, duzentos e onze mil, quinhentos e nove reais e quarenta e um centavos), alegando ser alvo de golpe.

A dívida seria referente à compra de duas fazendas, no ano de 2014, uma de 12 mil hectares e outra de 9.800.

Segundo a ação, com base em documentos falsos, Natanael Almeida de Oliveira ingressou com processo de execução da suposta dívida, sendo que antes mesmo de qualquer manifestação contrária foi determinado o bloqueio da quantia reclamada.

A ordem foi cumprida em parte e R$ 4.490.427,74 (quatro milhões, quatrocentos e noventa mil, quatrocentos e vinte e sete reais e setenta e quatro centavos) foram transferidos para a conta do exequente no Banco Santander.

“A vítima de bloqueio não ter sido previamente citada para ação, não é comum. O Juízo dar uma ordem de bloqueio financeiro de tal monta, sem antes ouvir a “devedora” ou se certificar que ela foi regularmente chamada ao processo, não é comum. Não encontrar o processo no sistema, não é comum. Não conseguir falar com funcionários da Vara Única da Comarca de Gilbués e receber informações precisas, não é comum”, diz trecho da ação.

A Igreja registrou boletim de ocorrência e pediu a intervenção da Corregedoria de Tribunal de Justiça do Piauí.

Juiz extinguiu processo e desbloqueou valores

No dia 17 de março, o juiz Francisco das Chagas Ferreira, da Vara Única da Comarca de Gilbués/PI, extinguiu o processo após pedido de desistência de Natanael Almeida de Oliveira, que alegou “questões de foro íntimo”.

Os valores foram desbloqueados pelo magistrado, que determinou a citação da Polícia e do Ministério Público para investigar o uso de documentos falsos e se a pessoa que assina o processo tem, de fato, envolvimento no caso, sendo possível o uso de documentos pessoais falsificados, para tentar concretizar a fraude.

A Igreja Deus é Amor foi fundada em 1962, possui aproximadamente 1,1 milhão de fiéis, conta com mais de 22 mil igrejas espalhadas pelo Brasil, com o desígnio, entre outros, de “propagar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.