GP1

Polícia

Homens são presos por venderem água imprópria para consumo no Piauí

Uma terceira pessoa foi presa na operação acusada de vender gás de cozinha irregularmente.

O Procon do Ministério Público do Piauí, Vigilância Sanitária e o Procon da Câmara Municipal de Corrente em conjunto com a Polícia Militar prendeu três pessoas, durante a Operação Consumidor Seguro, em Corrente e Cristalândia. Além das prisões, foram apreendidos 253 botijões de gás de cozinha e 124 galões de água imprópria para consumo, além de diversos produtos alimentícios vencidos. A Operação iniciou na última terça-feira (30) e encerrou nesta sexta-feira (03).

De acordo com Arimatéia, chefe de fiscalização do Procon e coordenador da operação, foi a Promotoria de Justiça de Corrente que solicitou a Operação Consumidor Seguro, e através de denúncias anônimas, foi possível apreender botijões de gás vendidos irregularmente, alimentos vencidos e galões de água impróprios para consumo. "Recebemos uma denúncia gravíssima que em Cristalândia estariam engarrafando água de um açude para vender para os consumidores, caracterizando desse modo, além de um crime de ordem econômica, também um crime contra a saúde pública", explicou Arimatéia.

Foto: Reprodução/WhatsappBotijões de gás de cozinha e galões de água apreendidos
Botijões de gás de cozinha e galões de água apreendidos

Em Cristalândia dois homens foram presos por venderem água imprópria para consumo, já em Corrente um homem dono de um depósito, foi preso por comercializar gás de cozinha irregularmente. Ao final dos quatro dias de operação, 253 botijões de gás de cozinha, 124 galões de água e inúmeros alimentos vencidos foram apreendidos, além disso, 15 pessoas foram autuadas e três estabelecimentos, sendo dois supermercados e uma padaria, foram interditados.

Os três homens presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Corrente, onde responderão por crime de ordem econômica, e podem pegar de 2 a 5 anos de prisão.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.