GP1

Polícia

Subtenente da PM é assassinado durante cobrança de dívida em Teresina

Segundo a PM, a vítima veio ao Piauí acompanhada de outras cinco pessoas para cobrar uma dívida na zona norte da capital, quando os seis foram recebidos a tiros.

Fábio Wellington/GP1 DHPP no local do crime DHPP no local do crime
Fábio Wellington/GP1 2º carro utilizado pelos Alagoanos 2º carro utilizado pelos Alagoanos
Fábio Wellington/GP1 Carro com os vidros quebrados Carro com os vidros quebrados
Fábio Wellington/GP1 Corregedoria da Polícia Militar do Piauí acompanha o caso Corregedoria da Polícia Militar do Piauí acompanha o caso
Reprodução/Whattsapp Material apreendido pela polícia com os alagoanos Material apreendido pela polícia com os alagoanos
Fábio Wellington/GP1 Viatura do 9º Batalhão da Polícia Militar do Piauí Viatura do 9º Batalhão da Polícia Militar do Piauí
Fábio Wellington/GP1 Estilhaços de vidro dentro do carro Estilhaços de vidro dentro do carro
Fábio Wellington/GP1 Veículo utilizado pelo PM morto Veículo utilizado pelo PM morto
DHPP no local do crime
2º carro utilizado pelos Alagoanos
Carro com os vidros quebrados
Corregedoria da Polícia Militar do Piauí acompanha o caso
Material apreendido pela polícia com os alagoanos
Viatura do 9º Batalhão da Polícia Militar do Piauí
Estilhaços de vidro dentro do carro
Veículo utilizado pelo PM morto

Um subtenente da Polícia Militar de Alagoas, identificado João Wellington Bezerra Lins, morreu durante uma troca de tiros registrada na manhã deste sábado (06) no bairro Poti Velho, zona norte de Teresina. Ele chegou a ser socorrido ao HUT, mas não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista ao GP1, o comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, tenente-coronel Maurício de Lacerda, afirmou que a suspeita é que o subtenente, acompanhado de outros dois policiais militares de Alagoas e mais três pessoas, vieram a Teresina cobrar uma dívida e ao chegarem no bairro Poti Velho, no local marcado com um homem ainda não identificado, foram recebidos a tiros. Eles andavam em dois carros, um modelo Linea, e uma caminhonete Nissan Frontier.

“A gente acompanhou o pós-ocorrência e viemos tomar conhecimento que tinha um cidadão baleado no HUT. Nos deslocamos até lá e foi constatado que se tratava de um policial da reserva remunerada do estado de Alagoas e que estava no Piauí com mais dois policiais da reserva remunerada e outras três pessoas comuns. A princípio, eles contaram que vieram fazer uma cobrança de dinheiro, mas não disseram realmente do que se tratava, nem qual foi o negócio que fizeram e nem qual foi a quantia. Chegando no local combinado, o cidadão que estava lá já os recebeu com disparos de arma de fogo, onde atingiu o subtenente na região do tórax”, explicou comandante do 1º BPM.

Ainda de acordo com o comandante, o caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que vai investigar as circunstâncias da morte do subtenente. “As outras cinco pessoas, que também vieram de Alagoas, foram encaminhados para a delegacia. O delegado do caso vai investigar por qual motivo eles estavam de fato aqui no Piauí e quem é essa pessoa que efetuou os disparos e qual a relação comercial que eles tinham”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.