GP1

Polícia

Ex-prefeito João Gomes é preso pela PM em Sigefredo Pacheco

Por conta da pandemia da covid-19, o ex-gestor cumprirá prisão domiciliar.

O ex-prefeito de Sigefredo Pacheco, João Gomes Pereira Neto, foi preso na tarde desta quinta-feira (01) pela Polícia Militar do Piauí, em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Justiça. Por conta da pandemia, o ex-gestor cumprirá prisão domiciliar.

O GP1 conversou com o delegado Périkles Lima, da Polícia Civil de Sigefredo Pacheco. Ele explicou que o ex-prefeito não estava em casa na ocasião do cumprimento do mandado de prisão, e diante disso foi conduzido para casa, onde ficará em prisão domiciliar.

Foto: Reprodução/FacebookEx-prefeito João Gomes
Ex-prefeito João Gomes

“Foi dado cumprimento ao mandado de prisão domiciliar e ele foi conduzido para casa, porque por conta da pandemia foi determinado que as prisões civis sejam revertidas em domiciliar. No momento ele não estava em casa, ele entendeu a situação e acompanhou os policiais militares sem problemas”, declarou o delegado.

O delegado afirmou que no documento expedido pelo Poder Judiciário não consta a razão da prisão, no entanto, nossa reportagem apurou que o ex-prefeito foi preso por não pagamento de pensão. “Quando recebemos o mandado consta apenas que é mandado de prisão civil, não estou com os autos no momento para confirmar [o motivo]”, finalizou.

Nas eleições do ano passado João Gomes apoiou a esposa, Toinha Gomes, na disputa pela prefeitura de Sigefredo Pacheco, que acabou sendo derrotada pelo agora prefeito Murilo Bandeira.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.