GP1

Polícia

Depre prendeu 9 suspeitos de tráfico de drogas na Operação Conexão Artificial

Ivan Freire, de 24 anos, filho de um juiz, que já estava preso foi alvo novamente da Depre.

A Polícia Civil divulgou o balanço final das prisões dentro da “Operação Conexão Artificial", deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (22) em Teresina e no litoral do Piauí. Ao todo, nove pessoas foram presas acusadas de produzir e vender drogas sintéticas e semissintéticas no Piauí.

Segundo o coordenador do Departamento de Prevenção e Repressão a Entorpecentes – Depre, delegado Luciano Alcântara, os suspeitos participam da mesma quadrilha, com envolvimento direto na produção e comercialização de drogas como Ecstasy, MD (metanfetamina), Haxixe, Crumble e Skunk.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado Luciano Alcântara
Delegado Luciano Alcântara

“Essas pessoas estão associadas ao crime de tráfico de drogas sintéticas e semissintéticas, que são produzidas de forma artificial. Após doze meses de investigação, fazendo prisões de várias pessoas relacionadas a comercialização de drogas sintéticas na capital, foi feito um trabalho de investigação aprofundado para se chegar a um grupo que atuava com venda desse tipo de droga”, informou o delegado.

Francesa também foi presa

Uma mulher de origem francesa, de 22 anos, que foi presa no dia 6 de abril com drogas sintéticas em um condomínio na zona leste de Teresina, também foi alvo da operação desta quinta. “Tivemos uma mulher presa com MD (metanfetamina). Ela é francesa, e estaria comercializando Skunk e MD”, afirmou o coordenador da Depre.

Filho de juiz foi alvo novamente da Polícia Civil

Ivan Freire, de 24 anos, filho de um juiz, e que havia sido preso na Operação Suíça Verde, deflagrada no último dia 9 de abril, sob acusação de tráfico de drogas sintéticas, foi novamente alvo dos policiais da DEPRE, durante a Operação Conexão Artificial, deflagrada nas cidades de Teresina, Piripiri, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia. Ele já estava detido no sistema penitenciário e foi alvo de mandado por associação para o tráfico de drogas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.