GP1

Toledo - Paraná

Pfizer realiza estudo de eficácia da vacina em município brasileiro

A farmacêutica Pfizer vai analisar a segurança e eficácia da vacina em um “cenário de vida real”.

A farmacêutica Pfizer informou nesta semana que irá realizar um estudo para investigar quanto tempo dura a proteção da vacina contra a covid-19 e novas variantes do coronavírus. O estudo será realizado na cidade de Toledo, no estado do Paraná, onde toda a população a partir de 12 anos receberá as duas doses do imunizante.

A Pfizer vai trabalhar com autoridades locais, uma universidade e o Plano Nacional de Imunização para analisar a segurança e eficácia da vacina em um “cenário de vida real” após as duas doses do imunizante. Até o momento, conforme dados do The New York Times, 98% da população acima de 12 anos já recebeu pelo menos a primeira dose do imunizante.

Outra cidade brasileira já havia sido usada para testar a eficácia de uma vacina durante a pandemia da covid-19. A cidade de Serrana, no interior de São Paulo, foi a cidade escolhida para a realização de um experimento em massa vacinada com a vacina Coronavac, produzida pela Sinovac-Butantan.

A população de Serrana, cerca de 45 mil habitantes, foi imunizada antes mesmo que a vacina chegasse a outros lugares do Brasil. O caso foi visto pela comunidade científica mundial como um sucesso, tendo em vista que o número de óbitos e internações pela doença caíram drasticamente enquanto o país enfrentava um pico de casos de covid-19.

A taxa de mortalidade por covid-19 no Brasil foi a segunda maior do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Morreram mais de 600 mil pessoas no Brasil, enquanto 710 mil americanos perderam a vida pela doença.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.