GP1

Saúde

Marcelo Queiroga diz que Brasil tem excesso de vacinas

"O Brasil já distribuiu 260 milhões de doses de vacinas, 210 milhões já foram aplicadas", disse Queiroga.
Por Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira, 15, que o País tem excesso de vacinas. Ele também fez elogios ao seu antecessor na pasta, Eduardo Pazuello.

"Há excesso de vacinas, na realidade. O Brasil já distribuiu 260 milhões de doses de vacinas, 210 milhões já foram aplicadas", disse Queiroga em evento no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O ministro acompanhava o envio das vacinas restantes para imunizar 100% da população adulta brasileira com a primeira dose. "Precisa acabar com essas narrativas de falta de vacina, isso não é procedente", acrescentou.

Contudo, a suspensão por 15 dias das entregas da Fiocruz, que tem parceria com a AstraZeneca no Brasil, deixou cidades de São Paulo e Rio de Janeiro sem imunizantes para honrar o calendário de aplicação da segunda dose. As entregas já foram retomadas pela entidade.

"As recomendações técnicas (do Programa Nacional de Imunizações) devem ser seguidas por todos os entes federados. Se todos trabalharmos juntos, pararmos com essa torre de babel vacinal, nos livramos mais rápido dessa pandemia", declarou o ministro.

Ao lado do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, o ministro da Saúde ainda teceu elogios a Eduardo Pazuello, que o antecedeu na pasta. "Gostaria de destacar a participação do meu ilustre antecessor, Eduardo Pazuello, que fez a grande maioria desses contratos para aquisição dessas doses", declarou Queiroga.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.