GP1

Registro - São Paulo

Agressor de procuradora em SP ficará suspenso por 30 dias sem salário

O vídeo que mostra as agressões viralizou na web e revoltou internautas que pedem a prisão dele.

A prefeitura de Registro, localizada no interior de São Paulo, suspendeu preventivamente nesta quarta-feira (22), Demétrius Oliveira Macedo do cargo de procurador. Ele foi flagrado agredindo com socos e pontapés sua chefe, a procuradora-geral de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros. O vídeo que mostra as agessões viralizou na Internet e revoltou internautas que pedem a prisão dele.

O afastamento temporário foi publicado no Diário Oficial da cidade e prevê também a interrupção do salário do servidor municipal. O procurador Demétrius Oliveira pode ser exonerado do cargo de servidor público, devido ao processo administrativo aberto contra ele.

Uma procuradora-geral do prefeitura de Registro, no interior de São Paulo, foi espancada por um outro procurador do município. O ataque foi capturado em vídeo por outro funcionário. De acordo com o boletim de ocorrência, o motivo da agressão foi um procedimento administrativo contra ele por agir de forma inadequada no local de trabalho.

Posted by GP1 - O 1º Grande Portal de Notícias do Piauí on Wednesday, June 22, 2022

Ele já foi ouvido pela Polícia Civil e admitiu as agressões contra a procuradora, alegando que sofria assédio moral no local de trabalho. Após o depoimento, Demetrius Oliveira foi liberado pela polícia.

O caso foi registrado como lesão corporal e será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Registro.

Entenda o caso

A procuradora-geral de Registro, no Vale do Ribeira, a 190 quilômetros de São Paulo, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, foi brutalmente agredida pelo colega de trabalho, o procurador municipal Demétrius Oliveira de Macedo, dentro da própria prefeitura.

As agressões ocorreram na segunda-feira, 20, e foram registradas em vídeo. Após derrubar Gabriela, ele dá socos e pontapés na procuradora, a quem é subordinado. Também a chama de “vagabunda” e “puta”.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.