Mundo

Estados Unidos e Coreia do Sul iniciam manobras aéreas conjuntas

É o primeiro treinamento aéreo após a Coreia do Norte lançar, na semana passada, um míssil intercontinental.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Estados Unidos e Coreia do Sul iniciaram nesta segunda-feira (04), um grande exercício aéreao conjunto. A ação ocorre poucos dias depois do lançamento de um míssil intercontinental norte-coreano. Pyongyang considera que a operação seja uma “provocação total”.

O exercício de cinco dias foi batizado de Vigilant Ace, envolve mais de 230 aviões, incluindo caças F-22 Raptor, e mobiliza dezenas de milhares de soldados.

Durante o fim de semana, o jornal estatal norte-coreano “Rodong” denunciou as manobras. "É uma provocação aberta, em todos os níveis, contra a Coreia do Norte, que poderia resultar em uma guerra nuclear a qualquer momento", afirmou a publicação em um editorial.

  • Foto: Oh Jang-hwan/News1 via ReutersAvião sobrevoa a Coreia do SulAvião sobrevoa a Coreia do Sul

O exercício anual começou cinco dias depois do teste norte-coreano de um míssil balístico intercontinental (ICBM), supostamente capaz de atingir o território dos Estados Unidos. "Se acontecer um teste nuclear subterrâneo, será necessário estar preparado para uma resposta muito séria dos Estados Unidos", advertiu o senador republicano Lindsey Graham durante entrevista.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB