Piauí - Teresina

Estudantes contra ocupações realizam o movimento Endireita UFPI

O movimento que surgiu há cerca de dois meses, reúne estudantes que se posicionam contra ocupações estudantis e ideologias de esquerda.

RAYANE TRAJANO

- atualizado

Na UFPI, um movimento que surgiu há cerca de dois meses no campus de Teresina está reunindo estudantes que se opõem “às ideologias de esquerda”. Usando como símbolo o Darth Vader, a representação da opressão da frota estelar da saga Star Wars, estudantes se mobilizam em torno do movimento que tem um nome sugestivo, “Endireita UFPI”.

Yuri Christian Cavalcante, aluno do curso de direito e um dos idealizadores do movimento, afirmou que os estudantes se organizaram, após sentirem a necessidade de debater assuntos que não são de esquerda, pois segundo ele, alguns alunos são descriminados dentro da instituição por terem posicionamento políticos divergentes da maioria.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Entrevista Yuri Chistian Cavalcante Yuri Chistian Cavalcante

“A pessoa que é de opinião contrária aqui na UFPI, ela não tem como se posicionar. Existe uma opressão, na verdade, dessa ditadura de minorias, eles dizem ser minoria, mas aqui na UFPI são maioria. Por exemplo, há uma dificuldade muito grande de você se expressar, você pode ver pelos muros, se alguém coloca ‘Bolsonaro’ você pode ter certeza que vão colocar diversos memes ao redor, mas se você coloca ‘Fora Temer’ é super respeitado. Há um unilateralismo aqui na UFPI, isso ocorreu comigo e ocorre com diversos estudantes que se sentiram afastados do grupo por partilharem uma opinião diferente dos demais. Já teve casos de estudantes humilhados dentro de sala de aula, nas ruas, pelos corredores da universidade. Hoje mesmo tiveram duas assembleias aqui que eu me posicionei contrário e fui duramente hostilizado.”

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Entrevista Yuri Chistian Cavalcante Yuri Chistian Cavalcante

O estudante afirmou que o grupo Endireita UFPI não se denomina um movimento conservador. “A nossa ideia não é formar um grupo conservador em si, é um grupo de direita unificada, dentro do nosso grupo, tem libertários, tem liberais e conservadores e algumas pessoas que ainda estão formando sua opinião, mas a gente é bem aberto pra isso. O nosso maior objetivo é nos unir pelas causas que a gente tem em comum”, explicou.

A PEC 55 e as ocupações

Desde a proposição da PEC 241 (PEC 55 no Senado), que instaura o Novo Regime Fiscal com estabelecimento de um teto para os gastos públicos para os próximos 20 anos, surgiram diversos movimentos de ocupação em universidades e escolas públicas por todo o país, incluindo a UFPI e o Centro Educacional Profissional Edgar Tito, na zona norte de Teresina. 

O movimento Endireita UFPI se posiciona contra as ocupações, pois os membros questionam os resultados desse tipo de protesto. “Qual o legado que tem se tem dessas ocupações pelo Brasil? Mortes, pessoas violentadas, agressões, degradação de patrimônio público, que é uma das nossas principais bandeiras aqui na Ufpi, olha o chiqueiro que gente está. A gente é totalmente contra pichações. Outro legado é alunos sem aula, sem fazer Enem, por isso a gente é totalmente contra”, ponderou.

Em relação à PEC e ao governo de Michel Temer (PMDB), Yuri afirmou que o movimento não é contra e não o considera ilegítimo, mas consideram a PEC uma “medida necessária”.  “A gente não levanta a bandeira Temer, mas a gente considera o governo dele legítimo. A gente é tão contra ele, como a gente era contra a Dilma. O nosso posicionamento em relação à PEC é que ela é uma medida necessária, não que seja uma medida boa, porque nós vivemos um país em crise, com a dívida que se continuar do jeito que está, vai superar os 90% do nosso PIB. A gente entende que tudo tem que haver um limite, tudo tem que haver um teto, se a gente está com a dívida, vamos pagar essa dívida e aí sim poder investir de novo”, afirmou.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Estudantes contra ocupações realizam o movimento Endireita UFPI
http://www.gp1.com.br/noticias/estudantes-contra-ocupacoes-realizam-o-movimento-endireita-ufpi-404991.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.