Política

Governo não está contente com trabalho do ministro Marcelo Castro

Segundo a coluna Painel, da Folha de São Paulo "diante da insatisfação com a atuação do ministério, a Casa Civil assumirá a coordenação das ações federais contra a epidemia".

WANESSA GOMMES
DO GP1

A Coluna Painel, da Folha de São Paulo, publicou nesta quinta-feira (21), que o Palácio de Planalto não está nada contente com o ministro da Saúde Marcelo Castro. A jornalista Natuza Nery é editora da coluna.

Imagem: Lucas Dias/GP1Marcelo Castro(Imagem:Lucas Dias/GP1)Marcelo Castro
De acordo com a coluna, "além de ser visto como uma verdadeira metralhadora giratória de frases polêmicas, o titular da pasta ainda não conseguiu, aos olhos do governo, aliviar o surto de dengue no país, apesar dos investimentos".

"Diante da insatisfação com a atuação do ministério, a Casa Civil assumirá a coordenação das ações federais contra a epidemia. Dilma também tem dado cada vez mais atribuições ao general Adriano Pereira Júnior, chefe da Defesa Civil, no combate à doença", diz ainda a coluna.

Declaração polêmica

Durante pronunciamento no último dia 13 de janeiro, o ministro da Saúde Marcelo Castro (PMDB – PI) brincou ao comentar que torceria para que as mulheres se contaminem pelo Zika antes de iniciar a idade fértil. A declaração do ministro foi vista como uma "brincadeira de mau gosto".

Por causa da declaração, Ricardo Noblat, jornalista de O Globo, disse que Marcelo Castro merecia o prêmio "Cara de Pau".

Outro lado 

Procurada pelo GP1 a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde preferiu não se pronunciar sobre a publicação. 

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB