Ciência e Tecnologia

Nobel de Química vai para trio por máquinas moleculares

Outros ganhadores serão divulgados ao longo da semana.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado
  • Foto: Instituto KarolinskaVencedores do Prêmio Nobel de QuímicaVencedores do Prêmio Nobel de Química

O Prêmio Nobel de Química 2016 foi concedido nesta quarta-feira (05) aos pesquisadores Jean-Pierre Sauvage, da França, Sir James Fraser Stoddart, da Escócia e Bernard Feringa, da Holanda, por sua contribuição para o design e síntese de máquinas moleculares.

De acordo com informações do Estadão,os três cientistas desenvolveram moléculas com movimentos controláveis, que podem realizar tarefas quando recebem energia. Essas máquinas, que incluem minúsculos elevadores e motores com escala manométrica, ou seja, são mil vezes menores que a espessura de um fio de cabelo.

Em comunicado, o comitê do Nobel, do Instituto Ksrolinska, na Suécia anunciou os vencedores. "O desenvolvimento da computação demonstra como a miniaturização da tecnologia ode levar a uma revolução. "Os laureados com o Nobel de Química de 2016 miniaturizaram máquinas e levaram a química a uma nova dimensão", diz o texto.  "As máquinas moleculares provavelmente serão usadas no desenvolvimento de coisas como novos materiais, sensores e sistemas de armazenamento de energia", concluiu a academia.

Sauvage nasceu em 1944, atua na Universidade de Estrasburgo, na França e é Diretor Emérito de Pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS, na sigla em francês) no mesmo país. Stoddart, nascido em 1942, leciona química na Universidade Northwestern, em Illinois (Estados Unidos). Feringa, nascido em 1951, é professor de química orgânica na Universidade de Groningen, na Holanda.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Nobel de Química vai para trio por máquinas moleculares
http://www.gp1.com.br/noticias/nobel-de-quimica-vai-para-trio-por-maquinas-moleculares-402331.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.