Política

Wellington Dias defende Marcelo Castro de críticas

"Eu não posso deixar de reconhecer que há sempre preconceitos", declarou o governador em entrevista ao GP1.

JOCIARA LUZ E FRANCISCA PINTO
DO GP1

Na noite desta terça-feira (26), durante a 11ª edição do Prêmio Piauí de Inclusão Social, o governador Wellington Dias (PT) falou ao GP1 sobre as críticas que o ministro da Saúde, Marcelo Castro (PMDB), vem sofrendo por parte da imprensa nacional.

Assim como o deputado estadual João Mádison (PMDB), o governador falou que Marcelo Castro está sendo vítima de discriminação. “Eu não posso deixar de reconhecer que há sempre preconceitos”, declarou.

Imagem: Lucas Dias/GP1Marcelo Castro e Wellington se cumprimentam(Imagem:Lucas Dias/GP1)Marcelo Castro e Wellington se cumprimentam
Wellington Dias afirmou, porém, que o que vai ficar é trabalho prestado pelo ministro em prol da saúde no país. “O que eu posso destacar é que é um piauiense que faz todo um esforço pra desempenhar o seu trabalho e creio que isso é essência, é o que é bom para o Brasil”, disse o governador, que citou a recente visita de Marcelo Castro ao Piauí para tratar sobre o combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika: “Esteve aqui conosco, como também está visitando outros estados, tratando de temas importantes da Saúde, destaco esse do combate ao mosquito Aedes Aegypti, destaco o trabalho relacionado a consolidação da rede de saúde básica, ao cuidado da mulher gestante, ampliação da oncologia, o combate e tratamento do câncer. Eu creio que o eu vai ficar na lembrança é aquilo que nós vamos ter de realização na gestão dele e durante o governo da presidenta Dilma”, avaliou.
 
O governador ainda disse que Marcelo Castro foi primeiro a tentar resolver problemas de investimentos em saúde sofridos por alguns estados brasileiros. “Ainda ontem eu estive no Maranhão, o governador Flávio Dino dizendo que há muitos anos já um desequilíbrio no sub financiamento da saúde, a exemplo do Piauí, a exemplo do estado do Pará, e foi o ministro Marcelo Castro quem teve a iniciativa, pela primeira vez, de sentar a mesa e apresentar uma solução”, concluiu Wellington.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB