GP1

Brasil

Leia a decisão que manda prender executivos do Grupo Petrópolis

A Lava Jato 62 foi deflagrada após decisão da juíza federal substituta Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal do Paraná.
Por Estadão Conteúdo

O envolvimento de Walter Faria e outros cinco executivos do Grupo Petrópolis na lavagem de dinheiro desviado pela Odebrecht é investigado pela Operação ‘Rock City’, 62ª fase da Lava Jato deflagrada nesta quarta, 31. Segundo o Ministério Público Federal no Paraná, o Grupo disponibilizou pelo menos R$ 208 milhões em espécie à Odebrecht no Brasil entre 2007 e 2011 e repassou R$ 121.581.164,36 em propinas da construtora disfarçadas de doações eleitorais.

A Lava Jato 62 foi deflagrada após decisão da juíza federal substituta Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal do Paraná.

Veja aqui decisão na íntegra

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Lava Jato diz que Walter Faria é ‘grande operador de propina’

Grupo Petrópolis lavou R$ 329 milhões da Odebrecht, diz Lava Jato

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.