Fechar
GP1

Brasil

Secretário do Governo Lula entrega cargo após polêmica em leilão de arroz

Geller foi o responsável por indicar Thiago dos Santos, diretor da Conab, que conduziu o leilão.

Neri Geller, secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, renunciou ao cargo nesta terça-feira (11) após a polêmica envolvendo o leilão de arroz do Governo Federal, que acabou sendo cancelado. Geller foi o responsável por indicar Thiago dos Santos, diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), que conduziu o leilão.

Marcello Geller, filho de Neri Geller, é sócio de Robson Almeida de França, proprietário da Foco Corretora de Grãos, uma das principais corretoras do leilão. A sociedade foi estabelecida quando Neri Geller ainda não ocupava o cargo de secretário.

Foto: José Cruz/Agência BrasilNeri Geller renunciou secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura
Neri Geller renunciou secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, confirmou a renúncia de Geller. Segundo Fávaro, Geller argumentou que a empresa de seu filho não está operando, não participou do leilão e não realizou nenhuma operação. Apesar de não haver fatos que gerem suspeitas, a situação causou desconforto, levando Geller a pedir demissão.


Geller tem um histórico político considerável, já foi ministro da Agricultura no governo de Dilma Rousseff e ex-deputado federal. Durante a campanha eleitoral de 2022, Geller foi um dos principais nomes que ajudaram a aproximar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) do setor do agronegócio. Por essa razão, ele chegou a ser cotado para o ministério.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.