GP1

Coronavírus no Piauí

Covid-19: profissionais de academias cobram vacinação no Piauí

O professor Demóstenes Ribeiro protocolou ofício junto ao Ministério Público pedindo providências.

O professor Demóstenes Ribeiro, presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do Estado do Piauí (APEF-PI), protocolou nesta sexta-feira (23) um ofício junto ao Ministério Público do Piauí, pedindo providências para que seja garantida a vacinação contra covid-19 de profissionais de educação física que trabalham em academias.

Segundo o educador físico, em algumas cidades do Piauí esses profissionais ainda não foram imunizados. O GP1 conversou com a empresária e profissional de educação física Alana Cardoso, proprietária de uma academia em Barras, que explicou a situação no município.

Foto: Reprodução/WhatsAppProfessor Demóstenes Ribeiro no Ministério Público
Professor Demóstenes Ribeiro no Ministério Público

“O segmento de academias, os que trabalham na educação e na saúde já foram vacinados, mas nós, profissionais particulares e empresários, ainda não fomos vacinados. As pessoas estão vindo para a academia e os profissionais que acompanham não estão sendo vacinados”, relatou Alana Cardoso.

Ainda segundo a empresária, a categoria desses profissionais já procurou a Secretaria de Saúde do município, e como respostas disseram apenas para esperar. “Fizemos o requerimento, colocamos a lista com os profissionais e eles disseram que era para aguardar, que a vacinação seria de acordo com o calendário do Ministério da Saúde, e nossa prioridade ainda não tinha chegado”, contou.

Outro lado

O GP1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Barras na noite desta sexta-feira (23), que ficou de apurar o caso e encaminhar resposta, o que não ocorreu até a publicação desta matéria.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.