GP1

Entretenimento

Marcelo Bonfá diz que briga com filho de Renato Russo foi “esdrúxula”

Em junho deste ano, ele e o guitarrista Dado Villa-Lobos obtiveram o direito de usar a marca da banda.

Após vencer o herdeiro de Renato Russo na Justiça, o músico Marcelo Bonfá, baterista do grupo Legião Urbana, comentou a briga judicial com Giuliano Manfredini, onde ele e o guitarrista Dado Villa-Lobos obtiveram o direito de usar a marca da banda. O músico, que lançou nesta quinta-feira (14) o disco “Improvável Certeza”, afirmou que a questão envolvendo o filho de Renato Russo foi uma história “esdrúxula”.

“Essa coisa toda começou a se acirrar em 2015, quando o álbum de estreia fez 30 anos. Fazia décadas que Dado e eu não subíamos no palco juntos. A turnê se chamava Bonfá e Dado Tocam Legião Urbana, que não fazia referência à banda e sim ao álbum que tem nosso rosto na capa. As pessoas se encantaram, mas, nesse momento, começou uma campanha intensa do advogado dele, com histórias malucas, colocando todo mundo contra todo mundo”, disse o músico em entrevista ao Metrópoles.

A briga judicial se deu em meio a turnê de Bonfá e Villa-Lobos, e foi marcada por troca de farpas nas redes sociais e através da imprensa. O baterista do Legião Urbana ressaltou que sempre acreditou que ele e o guitarrista venceriam na Justiça.

“Foram momentos muito difíceis, mas eu sempre soube que venceríamos, (...) sempre soube da minha participação e do Dado no contexto da banda. O Renato também sabia. Por isso, essa história toda é tão esdrúxula. É difícil explicar o óbvio, mas, enfim, deu tudo certo”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.