GP1

Entretenimento

MP quer suspender cachê de Ludmilla após a cantora fazer gesto para Lula

A denúncia partiu do vereador Fernando Holiday (Novo), o qual alegou que é proibido fazer campanha.

A cantora Ludmilla pode perder seu cachê do show realizado na Virada Cultural, que aconteceu no final de maio. No evento, a artista fez um gesto com o sinal “L”, similarmente em apoio à candidatura de Lula.

A denúncia partiu do vereador Fernando Holiday (Novo), o qual alegou que é proibido fazer campanha política nesses tipos de shows. A solicitação está em análise pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP).

Foto: Reprodução/InstagramCantora Ludmilla
Cantora Ludmilla

A folha de São Paulo divulgou o documento sobre o caso da artista, onde a promotora Eloisa Franco, vê indícios de violação a princípios como impessoalidade, moralidade administrativa e legalidade. Ela afirma que há semelhanças com um showmício, que é atualmente proibido.

Em análise, a representante do MP afirma, “A forma como se desenrolou o evento revela, outrossim, violação da legalidade, pois o atual contexto das provas sugere que as contratações levadas a efeito dissimulam um aparente showmício, o qual é vedado como modalidade de propaganda eleitoral, principalmente por ter sido promovido o evento com verbas públicas“, disse a promotora.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.