GP1

Timon - MA

Sargento da PM do Piauí é morto a tiros durante assalto em Timon

O policial José Carlos Vieira da Silva era lotado no 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí.

Reprodução/WhatsApp 1 / 10 Sargento José Carlos Sargento José Carlos
Lucas Dias/GP1 2 / 10 Crime aconteceu no bairro Parque Alvorada Crime aconteceu no bairro Parque Alvorada
Lucas Dias/GP1 3 / 10 Polícia colhendo informações Polícia colhendo informações
Lucas Dias/GP1 4 / 10 Polícia Civil vai investigar o caso Polícia Civil vai investigar o caso
Lucas Dias/GP1 5 / 10 Motocicleta da vítima Motocicleta da vítima
Lucas Dias/GP1 6 / 10 Polícia Militar isolou o local do crime Polícia Militar isolou o local do crime
Lucas Dias/GP1 7 / 10 Polícia Civil na cena do crime Polícia Civil na cena do crime
Lucas Dias/GP1 8 / 10 Sargento foi morto com dois tiros Sargento foi morto com dois tiros
Lucas Dias/GP1 9 / 10 Equipe da ROCAM Equipe da ROCAM
Lucas Dias/GP1 10 / 10 Corpo foi removido pelo IML Corpo foi removido pelo IML

O sargento José Carlos Vieira da Silva, da Polícia Militar do Piauí, foi assassinado com um tiro no pescoço e outro no ombro durante um assalto na tarde deste sábado (19) na cidade de Timon. O crime aconteceu por volta das 15h no bairro Parque Alvorada, segundo informações da capitã Tyciane Ibiapina, do 11º Batalhão da PM do Maranhão.

Segundo informações levantadas pelo GP1, o policial seguia na garupa de uma motocicleta que estava sendo pilotada por um amigo quando três criminosos, que estavam escondidos em um matagal, o abordaram, tomando sua arma de fogo, e mesmo depois de efetuarem o roubo um deles atirou contra o sargento.

A moto não foi levada pelos elementos, que fugiram a pé, adentrando no matagal. A Polícia Militar iniciou buscas no local a fim de capturar os indivíduos.

O policial era 3º sargento e ingressou nos quadros da PM em 1991, estando, portanto, há 30 anos na corporação. Atualmente ele estava lotado no 1º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento na região do Centro de Teresina.

O corpo do sargento foi removido por uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML) e o crime será investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Timon.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.