GP1

São João dos Patos - Maranhão

DHPP prende terceiro acusado do assassinato do advogado Anísio Neto

A prisão aconteceu na manhã desta quinta-feira (16), no município de São João dos Patos, no Maranhão.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deu cumprimento na manhã desta quinta-feira (16), no município de São João dos Patos, no Maranhão, ao mandado de prisão do terceiro acusado de participar do assassinato do advogado Anísio Gomes da Silva Neto. O advogado foi espancado até a morte no último dia 06 de maio, na zona sul de Teresina.

Conforme as informações do DHPP, a prisão do suspeito que foi identificado como Lairton, aconteceu por volta das 08h30h da manhã. Outros dois suspeitos de participar do crime foram presos no último dia 09 de setembro. A prisão aconteceu após dias de investigações sobre o caso.

Foto: Divulgação/Policia CivilAcusado de assassina advogado em Teresina
Acusado de assassina advogado em Teresina

O advogado Anísio Gomes da Silva Neto foi morto no bairro São Pedro. Ele estava em um bar quando quatro elementos chegaram no local e o acusaram de estar importunando uma jovem. Nesse momento os indivíduos o agrediram com golpes de pau, ferro e pedra, e o espancaram até a morte.

Relembre o caso

Anísio Gomes da Silva Neto foi assassinado, na noite do dia 6 de maio de 2021, no bairro São Pedro, zona sul de Teresina. De acordo com informações obtidas pelo GP1, o advogado foi espancado em via pública.

Foto: Reprodução/FacebookAnísio Gomes da Silva Neto
Anísio Gomes da Silva Neto

Anísio ainda conseguiu pedir socorro em uma casa, mas acabou não resistindo aos ferimentos, a maioria deles na cabeça, e morreu. O SAMU chegou a ser acionado, mas a vítima já estava sem vida. Conforme relatos de testemunhas à polícia, Anísio Neto teria falado algo contra uma garota, o que gerou o desentendimento com os suspeitos, que o atacaram e passaram a espancá-lo.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.