GP1

Mundo

Macaco-aranha "do crime" morre durante troca de tiros no México

No confronto, 11 supostos membros da Michoacana morreram, 10 foram detidos e quatro ficaram feridos.

Um macaco-aranha “do crime” foi morto durante confronto entre policiais e traficantes na última terça (14), no município de Texcaltitlán, no México. De acordo com o jornal mexicano Informador, o animal estava junto de seu dono, membro da família Michoacana, que é acusada de comandar o tráfico na região, e acabou sendo morto durante uma troca de tiros com agentes de segurança.

No confronto, 11 supostos membros da família Michoacana morreram, 10 foram detidos e quatro ficaram feridos, dos quais três já receberam alta. O animal tinha cerca de um ano e perdeu a vida quando estava no colo do dono, que é acusado de ser um perigoso traficante. O macaco estava usando fralda e o que parece ser um colete à prova de balas sobre uma camisa de estampa militar.

Ainda conforme o jornal mexicano, o macaco-aranha também passará pelos protocolos legais, terá seu corpo necropsiado por um veterinário especialista na espécie e um membro da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootécnica da Universidade Autônoma do Estado do México.

Além disso, o Ministério Público analisará atos ilícitos de natureza ambiental ou tráfico de espécies protegidas e a Procuradoria-Geral do Estado do México dará continuidade ao processo para esclarecimento dos fatos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.