GP1

Mundo

Stranger Things: trailer da 2ª parte da 4ª temporada viraliza na web

Os dois últimos episódios serão os mais longos da série e chegam na Netflix no dia 1º de julho.

O mundo e até o mundo invertido-em referência ao seriado Stranger Things- está em polvoroso, após a Netflix divulgar nesta terça-feira (21) o trailer da 2ª parte da quarta, e penúltima, temporada do fenômeno! Os dois últimos episódios serão lançados no dia 1º de julho.

Os episódios 8 e 9 da 4ª temporada serão os mais longos da série até aqui, com o último tendo uma duração de 2 horas e 30 minutos. As imagens do trailer mostram que o monstro Vecna não vai desistir de acabar com a cidade de Hawkins. Prestes a enfrentar o vilão, os protagonistas Eleven, Mike, Lucas, Will, Max, Dustin, Nancy, Steve e Robin, estão com medo do que pode acontecer e a tensão é incontestável.

Mais mortes podem acontecer na parte 2

Matt Duffer, um dos criadores do seriado, em entrevista ao site Entertainment Weekly, deixou bem claro que essa temporada não terá um final feliz como nos capítulos anteriores, além do que, mais mortes poderão acontecer. “É ótimo que você esteja se sentindo um pouco desconfortável e preocupado por todo mundo. Você deveria. Essa é a intenção”, disse Duffer.

“Queríamos que a temporada toda desse essa sensação de que todo mundo corre risco. E isso era algo que sentíamos que não poderíamos fazer tão bem quando eles eram aquelas crianças pequenas e fofas. Mas, agora, a vida de todo mundo está em jogo”, adiantou Matt Duffer.

Segundo ele, o final da 4ª temporada deixará claro para o público os rumos da 5ª. Vale lembrar que os criadores da série já falaram que ela sempre foi pensada para ter essa duração, então a história toda foi conduzida para chegar a esse ápice. “Ainda há grandes revelações por vir”, instigou o criador do seriado.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.