Teresina - PI

Assis Carvalho evita falar sobre indicação de hospitais do interior

"Dizem isso sobre mim porque gostam de bater em mim”, disparou o deputado federal que também preside o PT no Estado.

Germana Chaves
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O deputado federal Assis Carvalho (PT) evitou falar sobre a possiblidade de indicar os diretores de todos os hospitais regionais do Estado. Ele disse apenas que está em contato permanente com o governador Wellington Dias (PT-PI) que é quem define as indicações dos cargos do primeiro e segundo escalão.

Em tom de reclamação durante a entrevista ao GP1 no sábado (18), Assis afirmou que é perseguido pelos ‘aliados’ que, de acordo com ele, gostam de “bater em mim”.

“Quem indica os diretores de hospitais é o governador. São indicações técnicas. Não é essa história que é parlamentar A ou parlamentar B. Dizem isso sobre mim porque gostam de bater em mim”, disparou o deputado federal que também preside o PT no Estado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Assis CarvalhoAssis Carvalho

Cargos

Nesta quinta-feira o critério de indicação de nomes para direção dos hospitais regionais foi tema de muita discussão e de inúmeras insatisfações. Durante a sessão na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado do PP, B. Sá Filho disse que para ter preferência nestas indicações era necessário ter a “pele vermelha”, em alusão ao PT, partido de Assis.

B. Sá falou ainda que toda essa manobra estava sendo feita para beneficiar o deputado federal Assis Carvalho que estaria buscando tentando ficar com o controle de todas as unidades de saúde do interior.

Critérios

A princípio, para indicação destes cargos seriam priorizados critérios políticos como a quantidade de votos de cada deputado e a fidelidade de cada um ao projeto de reeleição do governador Wellington Dias.

"Eu vi do deputado B. Sá falando isso, eu não entendi, porque se você encontrar na cidade de Oeiras um carro que foi adesivado com [a foto do] Wellington, do grupo que agora diz que votou no Wellington, uma reunião, um comício, um secretário, ou vereador, eu acho que pode falar alguma coisa, mas não teve um que não votou no Luciano. Eu não entendo porque eles estão reivindicando algo em Oeiras na base do governador", disparou Assis.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Assis diz que grupo de B. Sá Filho não votou em Wellington Dias

B. Sá Filho diz que critério usado por Wellington beneficia Assis