Teresina - PI

Bancada federal discute destinação de emendas para a UFPI

O reitor explicou que decidiu realizar um café da manhã com os deputados com o objetivo de conseguir a destinação de emendas para a UFPI.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Reunião entre o reitor da UFPI e a bancada federal piauiense

O reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Arimatéia Dantas, se reuniu na manhã dessa segunda-feira (19) com a bancada federal em busca de recursos para ampliação dos atendimentos do Hospital Universitário e do curso de medicina na cidade de Picos. Participaram do encontro o senador Elmano Férrer (Podemos), Átila Lira (PSB), Marcos Aurélio Sampaio (MDB), Themístocles Filho (MDB) e Margarete Coelho (PP).

O reitor explicou que decidiu realizar um café da manhã com os deputados federais com o objetivo de conseguir a destinação de emendas para a UFPI.

“Nós vamos apresentar aos parlamentares nesse café da manhã duas demandas. Uma na área da saúde, para o nosso Hospital Universitário, que é a ampliação do setor de cardiologia. Hoje temos cinco leitos de UTI para cardiologia e temos um projeto para ampliar para 15. Para isso precisamos de recursos, mas do jeito que está hoje não temos recursos para investimentos. A outra demanda diz respeito ao curso de medicina de Picos, onde precisamos de recursos para poder ampliar a oferta desse curso”, explicou o reitor Arimatéia Dantas.

O deputado federal Átila Lira explicou que o reitor Arimatéia Dantas está preocupado com o contingenciamento de recursos por parte do governo federal e que busca conseguir recursos de outras fontes.

“Esse encontro de hoje é com vista para o orçamento de 2020 e é uma preocupação que a universidade tem em relação ao contingenciamento, que é algo que estamos acompanhando e que o ministério garante que em setembro começa a liberar os recursos”, afirmou o deputado.

Margarete Coelho explicou que "nesse momento ainda não temos emendas para indicar, mas com relação à Universidade Federal do Piauí, ela tem completamente o nosso apoio. Não podemos deixar que haja descontinuidade das pesquisas. As pesquisas são essenciais para o desenvolvimento econômico, para o desenvolvimento da saúde e não podemos deixar que haja descontinuidade. Tem um apelo muito forte da comunidade acadêmica, esse apelo está repercutindo na Câmara. Estamos muito empenhados nessa negociação para que essas verbas para ensino e para pesquisa sejam desbloqueadas. Não se pode nem imaginar a situação de um país que tem uma pesquisa paralisada".

Contingenciamento de recursos

O reitor afirmou que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, garantiu que os recursos bloqueados nas universidades federais brasileiras serão liberados ainda neste ano.

“Ainda estamos com 30% dos recursos de custeio bloqueados, mas tivemos uma reunião na semana passada com alguns parlamentares, a diretoria da Andifes e o Ministro Abraham Weintraub e ficou acordado que teria o desbloqueio do recurso até o final do ano. Nós acreditamos nisso, já que viabilizaria o funcionamento das universidades”, afirmou o reitor da UFPI.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Arimateia Dantas diz que verba da UFPI está congelada desde 2015

Arimatéia Dantas espera conseguir desbloqueio das verbas da UFPI

Arimatéia Dantas reúne deputados para tratar sobre bloqueio de verbas