Brasil

Brasil fechou o mês de agosto com 12,9 milhões de desempregados

O recente levantamento feito pelo IBGE revelou que nos últimos 4 meses o número de desocupados aumentou 27,6%.

Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quarta-feira (23) informou que o Brasil encerrou o mês de agosto com cerca de 12,9 milhões de desempregados, são 2,9 milhões a mais do que o registrado em maio.

Os dados apontam que houve um aumento de 27,6% no número de brasileiros desempregados no período de maio a agosto. Em relação a população ocupada no mercado de trabalho, o estimado foi de 84,4 milhões de pessoas, representado uma redução de 2,7% se comparado com o mês de maio.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Carteira nacional de trabalhoBrasil fechou o mês de agosto com 12,9 milhões de desempregados

A maior taxa de desocupação foi observada na região Nordeste (15,7%), seguida da Norte (14,2%) e Sudeste (14,0%). Já as regiões Centro-Oeste (12,2%) e Sul (10,0%) tiveram taxa inferior à média nacional.

A região Sul foi a única que apresentou queda da população desocupada entre os meses de julho e agosto. No último mês o país registrou recorde no número de desempregados durante a pandemia, esse contingente era de cerca de 13,7 milhões de desocupados.

O IBGE informou ainda que a taxa de desocupação entre as mulheres foi maior que a dos homens, 16,2% e 11,7% respectivamente. Por grupos de idade, os mais jovens de idades entre 14 e 29 anos se enquadram na maior taxa de desocupação (23,3%).

Mais conteúdo sobre: