Teresina - PI

Cabo Agnaldo morre com tiro na cabeça no bairro Ilhotas

A esposa do cabo chegou a acionar ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o militar não resistiu ao ferimento e morreu no local.

Nayrana Meireles
Teresina
Cinara Taumaturgo
Teresina
- atualizado

O ex-presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Piauí - ABECS-PI, cabo Agnaldo José de Oliveira morreu com um tiro na cabeça na manhã desta sexta-feira (22), dentro da própria residência, no bairro Ilhotas, centro/sul de Teresina.

Segundo o tenente-coronel Lacerda, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, a esposa do cabo o encontrou logo após ele efetuar um disparo contra a cabeça. Ela chegou a acionar ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o militar não resistiu ao ferimento e morreu no local.

  • Foto: Facebook/Agnaldo OliveiraCabo AgnaldoCabo Agnaldo

Na manhã de hoje, o cabo iria participar de uma audiência a respeito de uma ação na justiça. O GP1 apurou que ele estava em uma ligação telefônica com o advogado. Agnaldo desligou e, quando o advogado retornou, a esposa do cabo informou sobre a morte.

Saiu da ABECS

O cabo Agnaldo José de Oliveira era presidente da Associação Beneficente dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares do Estado do Piauí (ABECS), mas foi afastado do cargo após ser preso, no dia 10 de dezembro do ano passado, acusado de estelionato.

Mais conteúdo sobre: