Teresina - PI

Covid-19: 80% dos óbitos na capital são de pessoas com comorbidades

As doenças cardiovasculares crônicas, que inclui a hipertensão, estão presentes em 72% dos casos.

Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

Um levantamento realizado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) mostrou que mais de 80% dos óbitos por Covid-19 na capital são de pessoas com comorbidades. As doenças cardiovasculares crônicas, que inclui a hipertensão, estão presentes em 72% dos casos. Teresina já tem 75 óbitos.

Conforme os dados, as doenças pré-existentes mais predominantes entre os casos de óbitos por coronavírus foram diabetes, presente em 42% das ocorrências, doenças renais, 9%, problemas de imunidade, 9% também, obesidade, 7% e doença pulmonar crônica com 4%. Há ainda os pacientes que apresentaram mais de uma comorbidade ao mesmo tempo, colaborando para um quadro mais grave.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fundação Municipal de SaúdeFundação Municipal de Saúde

O infectologista Kelsen Eulálio explica que a comorbidade mais perigosa no contágio do coronavírus é a diabetes, isso porque ela é porta de entrada para outras doenças.

"Com maior frequência, os diabéticos têm outras alterações metabólicas e comorbidades como obesidade, hipertensão, doenças cardiovasculares, e doença renal crônica. Desta forma, eles se tornam pacientes mais debilitados, com reserva funcional e a capacidade de resposta do organismo diminuída”, disse.

Pessoas fumantes e com doenças pulmonares crônicas são a mais suscetíveis ao agravamento do quadro de infecção por coronavírus, já que o vírus ataca agressivamente o pulmão, segundo o infectologista.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil tem 26.754 mortes e 438.238 casos confirmados de coronavírus

Teresina chega a 2.067 casos confirmados de coronavírus e 75 óbitos

Piauí registra 146 mortes e 4.503 casos confirmados de coronavírus