Mundo

Covid-19: Donald Trump promete vacina para todos os americanos até abril

Presidente americano havia dito anteriormente que uma vacina poderia ser aprovada em outubro, um cronograma ambicioso que alguns especialistas consideram improvável de ser cumprido.

Por  Estadão Conteúdo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu fazer vacinas contra a covid-19 suficientes para 330 milhões de americanos até abril de 2021, dizendo que as primeiras doses serão distribuídas imediatamente após a aprovação no fim deste ano.

"Teremos fabricado pelo menos 100 milhões de doses de vacinas antes do fim do ano. E provavelmente muito mais do que isso. Centenas de milhões de doses estarão disponíveis a cada mês e esperamos ter vacinas suficientes para todos os americanos até abril", disse o presidente em uma entrevista coletiva na Casa Branca.

Ele disse que a distribuição de uma vacina começará dentro de 24 horas após sua aprovação pelos reguladores federais de saúde no país (FDA). "Em pouco tempo, teremos uma vacina segura e eficaz e derrotaremos o vírus."

O republicano havia dito anteriormente que uma vacina poderia ser aprovada em outubro, um cronograma ambicioso que alguns especialistas consideram improvável de ser cumprido.

Mas o presidente, nesta sexta-feira, reiterou seu otimismo sobre o resultado dos ensaios clínicos em andamento de vacinas experimentais, embora não tenha especificado quais fabricantes poderiam entregar esses volumes.

Duas empresas, Moderna e Pfizer, estão na fase 3 de testes clínicos de suas vacinas experimentais. A primeira aguarda o resultado em novembro e a segunda, em outubro.

Os dois laboratórios assinaram contratos com o governo dos EUA para entregar centenas de milhões de doses, e as autoridades de saúde começaram os preparativos para poder armazenar e aplicar as primeiras doses a partir de outubro, 24 horas após uma possível autorização da FDA.

Cada vacina seria injetada em duas doses, com intervalo de três a quatro semanas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Covid-1: Trump diz que vacina pode sair em 'três ou quatro semanas' nos EUA

Trump deve anunciar autorização de tratamento com plasma para covid-19