Coronavírus no Piauí

Covid-19: saiba quais setores vão reabrir nesta segunda-feira no Piauí

Todas as atividades que estão autorizadas devem seguir o protocolo do governo estadual relacionado a segurança sanitária e ao horário de funcionamento.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

Na segunda-feira (10) acontece a reabertura de mais setores da economia no Estado do Piauí, que estavam suspensas desde março deste ano devido a pandemia do novo coronavírus.

Entre as atividades que vão poder voltar a funcionar estão as clínicas de estética, os salões de beleza e corretoras. Todas as atividades que estão autorizadas devem seguir o protocolo do governo estadual relacionado a segurança sanitária e ao horário de funcionamento.

  • Foto: Alef Leão/GP1Comércio fechado em TeresinaComércio fechado em Teresina

A reabertura de mais setores no Estado do Piauí, segue o decreto do governador Wellington Dias (PT) para a retomada gradual das atividades econômicas.

Vão poder funcionar a partir de 10 de agosto:

– Seguros e serviços relacionados: envolve atividades e corretoras de seguro, previdência;
– Administração pública, defesa e seguridade social:
– Atividades administrativas e serviços complementares: atividades de seleção de mão de obra e fornecimento de recursos humanos para terceiros, teleatendimento;
– Informação e comunicação: atividades de serviços de tecnologia da informação, cinematográficas, atividades de rádio e de televisão, gravação de som e edição de música, telecomunicações;
– Atividades de serviços pessoais: envolve clínicas de estética e similares, cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza, outras atividades de serviços pessoais.

Setores já autorizados

Os primeiros setores reabriram no dia 6 de julho concentrando principalmente a área da construção civil, e depois no 13 de julho aconteceu a segunda etapa com atividades relacionadas a agricultura, a pecuária, comércio de alimentos e bebidas, entre outros.

Já no dia 20 de julho ocorreu reabertura de setores relacionados a fabricação de móveis, comércio varejista e atacadista de móveis e eletrodomésticos, comércio varejista e atacadista de produtos químicos, médicos farmacêuticos, entre outros.

No dia 27 de julho foi autorizada a fabricação de produtos têxteis, vestuário, acessórios, calçados e artigos de couro, comércio atacadista e varejista de papelaria, materiais de escritório e publicações, atividades religiosas, entre outras.

Já no dia 3 de agosto foram autorizadas as atividades imobiliárias, shopping Centers e Centros Comerciais. Não estão permitidas as atividades de educação, de lazer, e esportes, cinema, academias, escolas, recreação infantil e playground nos shopping centers e centros comerciais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí continua sendo o estado do Nordeste com menos óbitos por covid-19

Estudo brasileiro aponta possível 'reinfecção' por covid-19

AstraZeneca fecha 1º acordo para fornecer vacinas contra covid-19 a China