Piracuruca - PI

Desembargador Brandão denuncia sujeira na barragem de Piracuruca

De acordo com o desembargador Brandão, o “amontoado de sujeira” na barragem de Piracuruca “é um veneno, mata peixes e destroem a vida humana”.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho divulgou um vídeo denunciando sujeira na barragem de Piracuruca, a 207 quilômetros da capital Teresina. O vídeo circula em grupos de WhatsApp desde o início da manhã desta quinta-feira (4).

No vídeo o desembargador chama atenção da imprensa, de membros do Ministério Público, da Prefeitura de Piracuruca e do Governo do Estado.

“Olha a situação que se encontra a barragem de Piracuruca. Totalmente tomada por essas algas venenosas que estão destruindo o oxigênio da nossa barragem. Em razão da indiscriminada criação de peixes em gaiolas cujos resíduos são jogados na nossa barragem, que é uma barragem que o próprio nome diz, são águas paradas, que não tem vazão”, afirmou o desembargador no vídeo.

Ainda de acordo com o desembargador Brandão, o “amontoado de sujeira” na barragem de Piracuruca “é um veneno, mata peixes e destrói a vida humana”.

Outro lado

Nenhum representante do IDEPI e da Semar foi localizado para comentar o caso.